Publicidades

04/11/2019 | 05:17 | Polícia

Jovem de 19 anos é assassinada a facadas em Capão da Canoa

Ex-companheiro da mulher teria atacado a vítima na frente da filha do casal. Ela tinha medida protetiva e vinha sofrendo ameaças

Vítima é Tainá Leal Sarmento, de 19 anos - Reprodução / Facebook


Uma jovem foi atacada com golpes de faca em Capão da Canoa, no Litoral Norte, neste sábado (2). A vítima é Tainá Leal Sarmento, de 19 anos. O ex-companheiro dela teria cometido o crime enquanto ela andava de bicicleta. 


Tainá chegou a ser socorrida por vizinhos e levada ao Hospital Santa Luzia, onde chegou  consciente. Porém, não resistiu e teve morte confirmada no começo da noite de sábado (2), enquanto era transferida para o Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre. Na Capital, ela passaria por uma cirurgia de emergência no tórax.


Segundo o delegado substituto de Capão da Canoa, Roland Short, o suspeito do crime não foi mais encontrado. Short afirma que o fato é caracterizado como feminicídio. Na segunda-feira (4), a polícia deve pedir a prisão preventiva.


O crime ocorreu na Rua São Vendelino por volta das 15h30min. Conforme a BM, Tainá teria sido esfaqueada várias vezes. Segundo a mãe da vítima, Rosane Leal da Silva, 48 anos, a filha sofreu o ataque enquanto estava andando de bicicleta com duas amigas e a filha do casal, de três anos, que teria presenciado o ataque. O autor do crime teria levado a menina para a casa da mãe dele.


— Ela gritava, pedindo para o pai não bater na mãe dela — afirma Rosane.


Tainá estava separada do suspeito há seis meses, tinha medida protetiva e vinha sofrendo ameaças, segundo a mãe da vítima:


— Na última semana ela andava com muito medo dele porque ele estava ameaçando colocar fogo na casa dela. Aí ela passou a posar um dia em cada casa, de amigos e familiares — conta a mãe de Tainá.


Tainá e o suspeito do crime se relacionaram por quatro anos. A jovem teria se separado porque era agredida pelo ex-companheiro.


— Ele nunca aceitou a separação — diz a mãe da jovem.


Tainá trabalhava como supridora em uma rede de supermercado e deixa uma filha de três anos.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer