Publicidades

29/03/2020 | 11:49 | Saúde

Santo Cristo tem 122 casos autóctones de dengue

Reprodução/Internet


Em meio à pandemia do novo coronavírus, o município de Santo Cristo tem 122 casos autóctones confirmados de dengue. Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, na região de abrangência da 14ª Coordenadoria Regional da Saúde, foram notificados neste ano 297 casos suspeitos de da doença. Destes, 138 foram confirmados e 55 descartados. Entre os confirmados, 129 são casos autóctones (contraídos dentro do próprio município) e nove são importados. Cento e casos suspeitos ainda estão sendo investigados por meio de exame laboratorial. 


Além de Santo Cristo, também possuem casos confirmados autóctones de dengue, os municípios de Santa Rosa (05) e Tuparendi (02). Já os municípios com casos importados são: Alecrim (01), Boa Vista do Buricá (01), Campina das Missões (02), Santa Rosa (02), Santo Cristo (01), São Paulo das Missões (01) e Tucunduva (01). 


A transmissão da dengue, da Febre Chikungunya e do vírus Zika ocorre pela picada de mosquito Aedes aegypti. Ele tem em média menos de 1 centímetro de tamanho, é escuro e com riscos brancos nas patas, cabeça e corpo.


O Aedes costuma ter sua circulação intensificada no verão, em virtude da combinação da temperatura mais quente e chuvas. Para se reproduzir, ele precisa de locais com água parada. Por isso, o cuidado para evitar a sua proliferação busca eliminar esses possíveis criadouros, impedindo o nascimento do mosquito.


Utilize telas de proteção com buracos de, no máximo, 1,5 milímetros nas janelas da casa;


Deixe as portas e janelas fechadas, principalmente nos períodos do nascer e do pôr do sol;


Mantenha o terreno de casa sempre limpo e livre de materiais ou entulhos que possam ser criadouros;


Tampe os tonéis e caixas d’água;


Mantenha as calhas sempre limpas;


Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;


Mantenha lixeiras bem tampadas;


Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;


Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;


Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;


Limpe todos os acessórios de decoração que ficam fora de casa e evite o acúmulo de água em pneus e calhas sujas, por exemplo;


Deixe portas e janelas fechadas, principalmente nos períodos do nascer e do pôr do sol;


Coloque repelentes elétricos próximos às janelas – o uso é contraindicado para pessoas alérgicas;


Velas ou difusores de essência de citronela também podem ser usados;


Evite produtos de higiene com perfume, pois podem atrair insetos;


Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa;


Coloque areia nos vasos de plantas.

Fonte: Rádio Colonial

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer