Publicidades

25/05/2020 | 16:16 | Educação

Estudantes do CFJL realizam avaliação trimestral online


Entre as atividades que precisaram ser adaptadas no período de distanciamento social e aulas domiciliares, estão as avaliações. O CFJL realiza a cada final de trimestre os tradicionais provões, como forma de revisão de conteúdo e preparação para Enem e vestibulares. Nesta semana, nos dias 19 e 20, os estudantes do 3º ano A e B do Ensino Médio e do 4º ano do Curso Normal de nível médio, realizaram o provão em uma avaliação online.



Esta é a primeira vez que a escola precisou adaptar o formato da prova e acima de tudo, confiar na integridade dos alunos, tendo em vista que não existe nenhuma forma de fiscalização. “Um desafio é saber que o nosso aluno está fazendo a prova sem consultar outras fontes, por mais que possamos bloquear janelas, temos outros equipamentos que estão na nossa mão e permitem a pesquisa”, relatou a professora Adriana Weber, umas responsáveis pela organização das provas.



A estrutura do provão foi mantida, com o mesmo número de questões por componente curricular e com dois dias de aplicação. A professora Adriana relata que a única mudança foi utilizar o Google Formulários para a montagem das questões no formato online. “Optamos por criar uma turma no Google Classroom para o desenvolvimento do provão. Os alunos fizeram o cadastro nessa turma e as provas foram criadas por componente curricular. Liberamos as provas em tempos diferentes, ou seja, no horário de início da avaliação os alunos tiveram acesso a 10 questões e a cada 20 minutos eram largadas mais 10”, explicou a Adriana.



A docente também explica que os estudantes tiveram o acompanhamento dos professores no decorrer das provas e espaços para esclarecer possíveis dúvidas sobre a aplicação do provão. “Para tentar solucionar algumas dificuldades, o Google Classroom, hoje permite que seja aberta uma chamada online, então, optamos por liberar esse recurso e o aluno que tivesse dificuldade poderia entrar em contato para solucionar a sua dúvida. E também utilizamos o WhatsApp como ferramenta de comunicação” comentou Adriana.


Fonte: CFJL - Marketing

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer