Publicidades

28/05/2020 | 10:58 | Polícia

Brigada Militar prende suspeitos de execução e apreende arsenal de armas e munições

Ao todo, foram apreendidas seis armas, uma delas a pistola Nove milímetros utilizada para o assassinato

Brigada Militar/Divulgação


Durante um grande trabalho, na tarde dessa Quarta Feira (27), a Brigada Militar de Ijuí prendeu um trio acusado de executar Sandro Rogério Dias, vulgo Tado, na noite de ontem(26), em uma residência próxima ao Condomínio Popular da Pedreira. Além do trio, uma quarta pessoa, que prestava serviço como táxi clandestino, também foi detido. Este é suspeito de ter transportado os assassinos até o local do crime e após fazer a guarda das armas utilizadas.


Os três executores foram localizados no distrito de Alto na União, interior de Ijuí. Eles disseram aos policiais que mataram “tado” a mando de uma facção criminosa e que, por isso, receberiam R$5mil. Eles deram detalhes de como agiram na noite do crime. Segundo relatos dos próprios executores, utilizando camisetas estampadas com a logomarca da Polícia Civil, entraram na residência e friamente assassinaram Sandro com cinco tiros.


Conforme informações apuradas pela reportagem da Rádio Progresso, esse crime seria uma vingança ao assassinato de Silvio Santos Gonçalves, de 17 anos, o qual foi encontrado morto a tiros na Linha Oito, antiga Pedreira, no dia 1º de maio. Com uma menina, menor de idade, foram apreendidas outras armas além de vasta munição. Segundo a Polícia, essa menor seria namorada de Silvio, encontrado morto no início deste mês.


Ao todo, foram apreendidas seis armas, uma delas a pistola Nove milímetros utilizada para o assassinato. Além disso, foram apreendidas as camisetas utilizadas no crime e uma grande quantidade de munições. Todos estão sendo ouvidos, neste momento, pela autoridade policial que vai decidir sobre o destino dos presos pela Brigada Militar.

Fonte: Rádio Progresso de ijuí

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer