Publicidades

24/09/2014 | 18:34 | Polícia | Trânsito

Homem morto em acidente é identificado como outra pessoa

Vítima estava com uma identificação que não era a sua. Confusão foi percebida após denúncia anônima

Foto: Anderson Vargas / Especial


Um acidente de trânsito ocorrido na noite de terça-feira, na BR-392, em São Sepé, gerou uma confusão na identificação da vítima que morreu. O erro só foi percebido depois que uma denúncia anônima, feita por telefone para a Polícia Civil de São Sepé, informando que o morto não era quem a polícia pensava. A pessoa disse ainda que se tratava de um senhor de 52 anos e deu o nome dele.


A confusão começou quando os policiais rodoviários de Caçapava do Sul encontraram a única identificação no bolso da vítima, que estava no Clio e morreu. O nome que constava era de Dilnei da Silva Silveira, 43 anos.


Segundo o delegado de São Sepé, João Gabriel Parmeggiani Pes, três horas depois do acidente, uma pessoa telefonou para a delegacia dizendo que morto se tratava de outra pessoa: Antônio Carlos Palaoro, 52 anos.


Sem conseguir contato com os familiares de Dilnei, a polícia não tinha como confirmar a informação que não pela perícia das impressões digitais do morto.  Na manhã desta quarta-feira, os policiais pediram aos peritos do Departamento Médico Legal (DML) que confirmassem a identidade da vítima. Só depois da confirmação pelos peritos por volta das 15h de hoje é que o morto foi confirmado como sendo Palaoro.


- Justamente por não conseguir contatar nenhum familiar de Dilnei é que demoramos para confirmar a identidade do motorista - explica o delegado.


Até este momento, os policiais não encontraram os familiares de Palaoro. A Polícia continuará em busca de Dilnei para saber se ele perdeu o documento ou foi roubado.

Fonte: Zero Hora

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer