Publicidades

25/06/2020 | 16:59 | Educação

Carlos Alberto Decotelli é o novo ministro da Educação

Ex-presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Decotelli é bacharel em Ciências Econômicas e tem pós-doutorado pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha

Carlos Alberto Decotelli da Silva é oficial da reserva da Marinha e presidiu o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - Luis Fortes / MEC/Divul


O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (25) a nomeação do professor Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de ministro da Educação. Ele sucederá Abraham Weintraub, que, depois de 14 meses como titular da pasta, deixou o cargo na semana passada e foi aos Estados Unidos para assumir um posto de diretor representante do Brasil no Banco Mundial.


"Informo a nomeação do Professor Carlos Alberto Decotelli da Silva para o cargo de Ministro da Educação. Decotelli é bacaharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela FGV, Doutor pela Universidade de Rosário, Argentina e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha", escreveu Bolsonaro em sua página no Facebook.


O novo ministro da Educação conta com o apoio na ala militar do governo, principalmente de almirantes. Decotelli é oficial da reserva da Marinha e atuou como professor e coordenador na Escola de Guerra Naval (EGN), no Centro de Jogos de Guerra.


Ele atuou durante toda a transição de governo do presidente Jair Messias Bolsonaro junto à equipe do Ministério da Educação (MEC), no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília. Nesse período, estudou ideias e estratégias a serem implementadas na condução do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), maior autarquia para a gestão financeira da educação do Brasil, que ele assumiu em fevereiro de 2019 e deixou em agosto, sendo substituído por Rodrigo Sérgio Dias.


Terceiro ministro da Educação no governo Bolsonaro – sucedendo, além de Weintraub, também Ricardo Vélez Rodríguez, que permaneceu pouco mais de três meses no comando da pasta – Decotelli é financista, autor de livros e professor. Realizou pós-doutorado na Bergische Universitãt Wuppertal, na Alemanha, é doutor em administração financeira pela Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, mestre em administração pela Fundação Getúlio Vargas, MBA em administração também pela FGV e bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).


Conforme a assessoria de comunicação do FNDE, Decotelli, ao longo de sua carreira acadêmica, acompanhou de perto os desafios da educação como um todo, acumulando vasta experiência na área. O novo ministro da Educação foi criador do curso de Gestão Financeira Corporativa no New York Institute of Finance, nos Estados Unidos, e coordenador de Finanças Corporativas Internacionais na FGV. 


Decotelli foi professor e membro da equipe de criação do curso de pós-graduação em Finanças na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Também foi professor de pós-graduação em Finanças na Fundação Dom Cabral e na FGV. De acordo com o FNDE, ele foi pioneiro no Brasil na criação dos cursos MBA em Finanças no Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC). Lecionou, ainda, na Universidade Federal do Paraná (UFPR) e atuou como professor de Gestão Financeira Corporativa em Wall Street, no New York Institute of Finance. É um dos professores criadores do segmento de finanças na Fundação Dom Cabral.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer