Publicidades

01/10/2014 | 05:18 | Polícia | Trânsito

Ônibus é arrastado por rio e três pessoas passam quase quatro horas presas no veículo

Motorista, cobrador e passageira tiveram de ser resgatados por uma patrola da Secretaria de Obras do município

Foto: Prefeitura Municipal de Santo Cristo


O motorista, o cobrador e uma passageira de um ônibus intermunicipal viveram quase quatro horas de tensão nesta terça-feira em Santo Cristo, no noroeste do Estado. Eles ficaram presos no coletivo após o veículo ter sido arrastado pelas águas do Rio Amandaú e tiveram de ser resgatados por uma patrola.


Conforme a Brigada Militar de Santo Cristo, o ônibus realizava o deslocamento de Santa Rosa a Cerro Largo com sete pessoas, sendo cinco passageiros, o motorista e o cobrador. Por volta das 8h30min, quando o coletivo estava próximo à ponte que liga o município de Santo Cristo a Cândido Godói, a água do Rio Amandaú arrastou o veículo. 


Devido à chuva, o rio subiu e atingiu a estrada. Com isso, a correnteza levou o ônibus a um barranco, que ficou inundado.


Quatro pessoas conseguiram sair do coletivo em seguida, com ajuda de moradores da localidade Arnoldo, comunidade rural próxima ao local do acidente. O motorista, o cobrador e uma passageira não conseguiram descer e ficaram presos por cerca de quatro horas.


Os órgãos de segurança da cidade e a prefeitura tentaram resgatar as vítimas com barcos, mas a força da correnteza impossibilitou o trabalho. Por volta do meio-dia, os três foram retirados do ônibus por uma patrola da Secretaria de Obras do município, que foi presa a dois caminhões-guincho para não ser arrastada pela água.


— Foi um grande susto. Tentamos conseguir até helicópteros com a Polícia Civil e com o Exército para o resgate, mas as aeronaves demorariam para chegar aqui, já que a da polícia está em Porto Alegre e a do Exército, em Santa Maria. Com ajuda de empresas que emprestaram os guinchos, conseguimos fazer a patrola chegar ao local. Foi uma operação que mobilizou toda a cidade — conta o prefeito, José Luís Seger.


Segundo ele, pelo relato de pessoas da redondeza, há 60 anos o rio não subia tanto no local.Paul


A chuvarada tem provocado transtornos no norte e noroeste do Estado desde a madrugada de segunda-feira. Em alguns municípios, o Rio Uruguai subiu quase 10 metros em dois dias. A chuva também causou um deslizamento de terra que acabou bloqueando parte da RS-480 em Erval Grande, no Norte. O trecho foi liberado na tarde desta terça-feira.

Fonte: Paulo Marques

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer