Publicidades

08/08/2020 | 22:57 | Polícia | Trânsito

Com gol de Guerrero, Inter vence o Coritiba em estreia no Brasileirão

Thiago Galhardo entrou no segundo tempo e deu assistência que decidiu o jogo no Paraná

Guerrero decidiu a vitória na estreia colorada - Ricardo Duarte / Inter/Divulgação


O Inter abriu o Brasileirão com vitória fora de casa sobre o Coritiba, por 1 a 0, na noite deste sábado (8), no Couto Pereira. Graças ao gol de Guerrero, já na etapa final, o a equipe voltou a vencer longe de Porto Alegre na estreia da competição nacional, o que não ocorria desde 2009.


Para alcançar esses primeiros três pontos, o técnico Eduardo Coudet iniciou a partida com cinco mudanças em relação ao Gre-Nal. Entraram no time Saravia, Lindoso, Praxedes, Patrick e Pottker nas vagas de Rodinei, Musto, Edenilson, Boschilia e Thiago Galhardo. 


Nos primeiros minutos de jogo, o time colorado deixou claro que a estratégia seria pressionar a saída de bola do Coritiba. A equipe dava pouco espaço para os donos da casa, mas também não conseguia ter a bola e avançar ao campo de ataque.


O Inter passou a ter mais o controle a partir dos 10 minutos. Mesmo sem pressionar o adversário, conseguiu a primeira finalização do jogo, aos 14 minutos, com Saravia. O lateral aproveitou uma rebatida errada da defesa e bateu para fácil defesa do Wilson.  


Mas se o time de Coudet tinha a posse de bola e o único chute a gol da primeira metade da etapa inicial, ainda faltava acertar a transição entre a defesa e o ataque. A maioria das jogadas se iniciava em passes longos, que buscavam Pottker e Guerrero. Os atacantes, no entanto, não conseguiam furar o bloqueio defensivo da equipe paranaense.  


O Coritiba ameaçou a meta colorada pela primeira vez aos 27 minutos, em cobrança de falta da intermediária. O lateral-direito Patrick Vieira, do Coxa, cruzou de muito longe, mas a bola quicou e quase surpreendeu Lomba, que fez a defesa em dois tempos. A resposta do Inter foi imediata. Patrick tocou para Moisés, do bico da grande área, bater cruzado para boa defesa de Wilson.  


A grande chance do primeiro tempo, porém, foi dos donos da casa. Mesmo com o time de Coudet dominando as ações ofensivas, o ex-Inter Matheus Galdezani arriscou uma bomba de longe, aos 38 minutos, que acertou o travessão de Lomba. Depois disso, nada de perigoso antes do intervalo.  


— Somos uma equipe que propõe o jogo. Mas as linhas defensivamente nos dificultaram. Estamos tentando a profundidade pelos lados do campo. Falta um pouco mais de tranquilidade no último terço no campo para tomar a melhor decisão e sair daqui com a vitória — justificou Pottker na saída para o vestiário.  


As duas equipes voltaram sem mudanças para o segundo tempo. Dentro de campo, também, nada de diferente. O Inter seguia insistindo em ataques pelos lados, mas com dificuldade no acabamento das jogadas. Enquanto isso, o Coritiba tentava contra-atacar, sem perigo. 


O time colorado teve boa oportunidade aos 10 minutos, quando Lindoso cruzou para Pottker, que cabeceou para fora. Depois, o mesmo Pottker teve a grande chance do jogo, aos 17. Praxedes fez grande jogada pela direita, cruzou, a defesa afastou mal e a bola voltou para a área. Guerrero ajeitou de peito para o companheiro de ataque, que chutou para defesaça de Wilson. 


Para tentar abrir o placar, Coudet mandou a campo Thiago Galhardo e Boschilia nos lugares de Praxedes e Marcos Guilherme. E a troca deu resultado em menos de cinco minutos. Aos 26min, Galhardo recebeu pela esquerda, cruzou no chão para Guerrero, que mandou de primeira para abrir o placar no Couto Pereira. 


Quase que imediatamente após o gol, Coudet tirou Guerrero e Patrick para colocar Zé Gabriel e D'Alessandro. O time passou a criar menos e o Coritiba passou a tentar ir em busco do empate. A melhor chance, no entanto, foi em cruzamento para Matheus Bueno, que jogou para fora, sem perigo. 


Assim, mesmo sem fazer uma grande partida, o Inter garantiu os primeiros três pontos na tabela do Brasileirão. Na segunda rodada, encara o Santos, no Beira-Rio, na próxima quinta-feira.


Brasileirão — 1ª rodada — Sábado, 8/8/2020


CORITIBA (0)


Wilson; Patrick Vieira, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Matheus Galdezani (Matheus Bueno, 35'/2ºT), Gabriel (Wanderley, 27'/2ºT) e Ruy (Renê Jr., 13'/2ºT); Robson (Wellissol, 13'/2ºT) e Igor Jesus (Sassá, 27'/2ºT)


Técnico: Eduardo Barroca


INTER (1)


Marcelo Lomba; Saravia, Bruno Fuchs, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso, Praxedes (Thiago Galhardo, 22'/2ºT), Patrick (D'Alessandro, 31'/2ºT) e Marcos Guilherme (Boschilia, 22'/2ºT); Pottker e Guerrero (Zé Gabriel, 30'/2ºT)


Técnico: Eduardo Coudet


GOLS: Guerrero (I), aos 26 minutos do segundo tempo.


CARTÕES AMARELOS: Saravia, Bruno Fuchs, Víctor Cuesta, Praxedes (I); Wellissol, Sassá e Rodolfo Filemon (C)


ARBITRAGEM: Bruno Arleu de Araújo, auxiliado por Thiago Henrique Farinha e Daniel do Espírito Santo Parro. VAR: Carlos Eduardo Braga (quarteto do Rio de Janeiro).


Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)


Próximo jogo


Quinta-feira, 13/8/2020, 19h30min


INTER X SANTOS


Beira-Rio — Brasileirão

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer