Contador de visitas

utilizadores online
14/11/2017 | 22:44 | Esporte Inter empata com o Oeste e obtém acesso sem brilho à Série A Colorado ficou no 0 a 0 na Arena Barueri, o suficiente para atingir a principal missão no ano

Ricardo Duarte / SC Internacional/Divulgação


De Duque de Caxias a Barueri foram 338 dias de punição ao Inter como time da Série B. Mas ela chegou ao fim. O fraquíssimo futebol apresentado no empate em 0 a 0 com o Oeste, na grande São Paulo, colocou o clube matematicamente de volta à Primeira Divisão. 


Ainda restam dois jogos e uma árdua disputa com o líder, América-MG, pelo título. Mas, em uma temporada de muitos tropeços e com duas demissões de técnicos, a garantia de Série A em 2018 já parece surgir como um alívio aos colorados — ainda que subir sem conseguir ser campeão, tendo um orçamento quase sete vezes maior do que os demais competidores, não seja exatamente motivo de elogios.


Em um estádio com baixa presença de público e quase tanto colorados quanto torcedores do Oeste, o Inter fez um jogo de iguais contra os donos da casa. Até a metade do primeiro tempo, um jogo arrastado e modorrento, com raríssimas oportunidades de ataque de lado a lado. 


No Oeste, Wilson Matias, ex-Inter, tentava levar o seu time à frente. A equipe comandada pelo interino Odair Hellmann tentava responder com Camilo — já que D'Alessandro, suspenso, assistia ao jogo ao lado do presidente Marcelo Medeiros. 


Aos 25 minutos, William Pottker bateu em curva, à direita, no lance mais perigoso do Inter no primeiro tempo. Jogando mal, sem força ofensiva, sem conexão meio-campo-ataque, sem inspiração, o Inter estava claramente jogando pelo empate. O um pontinho que o levaria de volta à Série A. 


Para a sorte dos colorados, Danilo Fernandes estava atento e defendeu no canto esquerdo a conclusão de Willian Cordeiro. O constrangedor 0 a 0 chegou ao final com  Oeste mais perigoso do que o Inter no ataque. Os primeiros 45 minutos do Inter em Barueri foram um resumo do que a equipe fez ao longo da temporada: o mínimo necessário para sobreviver.


No segundo tempo, o Inter esboçou ir ao ataque. Mas a falta de qualidade da equipe impedia que qualquer tentativa levasse algum perigo ao gol de Rodolfo. O treinador do Oeste, Roberto Cavalo, parecia não confiar no poder de fogo do adversário e colocou o seu time mais à frente. A partir dos 20 minutos, os donos da casa passaram a ser mais atrevidos em campo.   


Os minutos finais foram de agonia para a defesa colorada. De repente, o Oeste parecia o Barcelona de 2006 pressionando nos momentos derradeiros. E o Inter permitiu que os paulistas avançassem. O Inter se apequenou como nunca para garantir o 0 a 0 decisivo em Barueri. 


A noite de 14 de novembro de 2017 ficará marcada como a do retorno do Inter à elite nacional. E será uma lembrança eterna para que as futuras gerações não repitam os erros que levaram o clube ao histórico descenso de 2016. A começar pela temporada de 2018, que desde já parece correr sérios riscos se uma grande reformulação no elenco não estiver em marcha.

Fonte: Gaúcha ZH


Localizar notícia:

Jornalista Responsável: Paulo Airton Pires Marques
Reg. Prof. MTE/DRT/RS n° 16408
CNPJ: 15251707/0001-48
Telefone: 55 99645-2601(Whatsapp)
E-mail: paulomarquesnoticias@paulomarquesnoticias.com.br
Rua Professor Del Aglio, 128, Três de Maio-RS - CEP 98910-000