Publicidades

12/11/2020 | 09:19 | Saúde

Setor de Hemodiálise do HVS comemora o transplante de mais um paciente

Assessoria de Imprensa

Recentemente, a equipe de profissionais que atua na Hemodiálise do Hospital Vida & Saúde comemorou o transplante de mais um paciente atendido no local. Foi o terceiro transplante renal do ano, em pacientes deste setor do HVS.

 

Natural de Horizontina, Daniel Garbrecht, de 23 anos, ï»¿realizava diálise no Vida & Saúde há dois anos. ï»¿"O Daniel apresentou um início de tratamento muito difícil, com dificuldade em acesso para diálise, infecções frequentes e até mesmo internações em UTI. Após esse início foi um paciente muito cuidadoso com seu tratamento, sempre alegre e comunicativo”, conta o enfermeiro Rodrigo Zorzan, coordenador da Hemodiálise.

 

No fim de outubro, Daniel recebeu a tão esperada notícia: foi chamado para o transplante renal. A cirurgia transcorreu bem, e dias depois, já em processo de recuperação, Daniel recebeu uma foto da equipe do HVS em um momento de celebração da notícia. “Eu só tenho a agradecer o carinho dessa equipe, que sempre me apoiou e nunca me deixou desanimar! Eu amo todos vocês obrigado por fazerem parte da minha vida! ”, declarou Daniel ao publicar a foto da equipe em sua rede social.

 

Daniel foi o terceiro paciente da Hemodiálise do HVS a passar por transplante em 2020. Os outros transplantes aconteceram em fevereiro - de um senhor de 79 anos, natural de Santa Rosa e de uma senhora de 59 anos, natural de Três de Maio. Quanto a comemoração dos profissionais, o Coordenador explica a relação com os pacientes: “Nosso vínculo acaba sendo maior, pois eles permanecem em tratamento por muito tempo aqui, inclusive, acabamos conhecendo a família toda”.

 

Mas para muita gente a espera é mais longa. Atualmente, o Setor conta com 22 pacientes em lista de espera, e com mais 30 terminando o cronograma de consultas para transplantes.

 

Neste segundo semestre, a Hemodiálise do HVS está com um aumento no número de pacientes, atendendo em média 110 pessoas. Com o cenário da pandemia, o Setor precisou se reorganizar. “Apresentamos um aumento dos atendimentos, devido também ao transplante ter diminuído e parado por algum tempo. A rotina não modificou muito, só intensificamos os protocolos do controle de infecção, aumentamos os cuidados dos pacientes com muito treinamento, orientação as pacientes, familiares e aos transportes das prefeituras, também mantivemos contatos com secretarias de saúde dos municípios da região”, explica o Coordenador.

 

Enquanto novos transplantes não vêm, os profissionais aguardam que o próximo ano seja de retomada. “A expectativa é de no próximo ano voltar ao normal as consultas ambulatoriais dos pacientes crônicos, e, consequentemente os transplantes”, destaca Zorzan.

Fonte: Jéssica Ribeiro/Assessoria de Comunicação do Hospital Vida & Saúde

Mais notícias desta categoria

Publicidades