Publicidades

15/02/2021 | 19:23 | Saúde

Após governo negar recursos, mapa do RS apresenta 16 regiões em bandeira vermelha

Com isso, 76% da população gaúcha está em regiões consideradas de alto risco para a doença

Em bandeira laranja estão Bagé, Caxias do Sul, Ijuí, Pelotas e Santa Rosa.

Nesta rodada, o governo recebeu três pedidos de reconsideração ao mapa preliminar — Santa Maria, Guaíba e Passo Fundo —, mas todos foram indeferidos pelo Gabinete de Crise. Assim, o mapa mantém a mesma classificação de sexta.

Os pedidos de reconsideração não foram aceitos porque as localidades apresentaram piora em indicadores. A região de Guaíba, por exemplo, registrou aumento de 81% de casos internados e baixa disponibilidade de leitos de UTI. 

Alerta durante o Carnaval

Em meio ao feriado de Carnaval, o Gabinete de Crise "chama a atenção para que a população siga respeitando os protocolos", mantendo a higienização constante das mãos, evitando aglomerações e fazendo uso da máscara independente da cor da bandeira.

"Vale ressaltar que as festas de Carnaval estão proibidas, uma vez que não atendem aos protocolos mínimos de segurança sanitária", lembrou o governo em material divulgado nesta segunda.

 

"O Gabinete de Crise faz um alerta para o rápido aumento na ocupação de leitos clínicos nesta semana, de 902 para 1.112. Isso pode refletir em alta demanda por leitos de UTI nos próximos dias. Por isso, reforça a orientação para que a população mantenha todos os cuidados sanitários previstos nos protocolos", complementou.

 

Aumento em indicadores chama atenção do governo

 

Segundo o Executivo, entre os indicadores monitorados pelo sistema de enfrentamento à pandemia, "chamam a atenção a forte elevação" no número de confirmados em leitos clínicos (+23%), o aumento nos registros de hospitalização (+32%) e também no número de óbitos (+16%). As internações em UTI se mantiveram estáveis (+1%).

 

Nesta etapa, houve leve aumento no número total de leitos de UTI ocupados. Considerando a estabilidade no total de leitos e também dos confirmados com coronavírus em UTI, a razão de leitos livres para cada ocupado por covid-19 reduziu para 0,79 no Estado.

 

Conforme o governo, o RS apresenta a 12ª maior taxa semanal de óbitos e a 17ª maior taxa de mortalidade acumulada de óbitos do país (100 por 100 mil habitantes). Com a atualização dos casos nesta segunda-fera, o Estado chegou a 11.387 mortes.

 

14 regiões em bandeira vermelha atuam sob cogestão

 

Das 16 regiões classificadas em bandeira vermelha, 14 já aderiram ao sistema de cogestão regional, ou seja, podem adotar protocolos próprios compatíveis até o nível de restrição da bandeira laranja. Guaíba e Santa Maria, que não aderiram à cogestão, devem seguir os protocolos de bandeira vermelha determinados pelo Estado. As duas são as únicas das 21 regiões covid que não aderiram ao sistema de cogestão.

 

As cinco regiões classificadas em laranja, que participam da cogestão, podem utilizar protocolos de bandeira amarela, desde que previstos e atualizados nos planos regionais.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades