Publicidades

27/06/2021 | 07:56 | Cultura

Manoelito Savaris assume presidência do MTG para mandato relâmpago e cheio de desafios

Adiamentos do pleito fizeram com que nova gestão seja de apenas oito meses

Segundo novo presidente, prioridade do seu mandato será retomar atividades dos CTGs que foram suspensas durante pandemia - Divulgação / MTG

Para um mandato que será breve e com problemas urgentes a serem resolvidos, os delegados do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) optaram, nas eleições deste sábado (26) pela experiência. O vencedor das eleições para a presidência do movimento até o final do ano será Manoelito Savaris, que já foi presidente do MTG por sete anos em três diferentes períodos.


Ele liderava a Chapa 2 - Pelos Laços da Tradição, que recebeu 626 votos. Os segundo e terceiro colocados foram Silvania Affonso, da Chapa 3 - Um Novo Sentido para o Tradicionalismo, com 367 votos, e Fabiano Vencato, da Chapa 1 - Juntos Somos Mais MTG, que obteve 272 votos. O processo eleitoral foi realizado nas 30 regiões do MTG e envolveu 1.270 delegados. O resultado foi anunciado em uma live nas redes sociais do movimento (abaixo) e deve ser consagrado em uma reunião do conselho diretor do MTG, ainda na noite de sábado.

 

A eleição desse ano, que deveria ocorrer até o final de fevereiro, não foi realizada primeiramente em razão da bandeira preta, conforme o sistema de distanciamento controlado do governo do Estado que vigorou até maio. Depois, em 30 de março, o MTG também anunciou nova suspensão do pleito em razão de uma ação do MP que investiga as contas do MTG e da Fundação Cultural Gaúcha. Na ocasião, as residências de Manoelito estiveram entre os alvos de busca da Polícia Civil.


Em razão dos contratempos, o mandato da nova diretoria será da próxima segunda-feira (28) até no máximo 28 de fevereiro de 2022, somando oito meses. Conforme Manoelito, uma urgência se impõe neste período:

 

– A retomada das atividades dos CTGs e dos quadros sociais das entidades tradicionalistas. O tradicionalismo vive dos seus quadros sociais, e nós já estamos parados há um ano e meio – declara o novo presidente.

 

A nova gestão também ingressará no debate sobre a realização ou não do Acampamento Farroupilha neste ano. Conforme a atual diretoria, a decisão caberá à nova empresa que venceu a concessão do Parque Maurício Sirotsky Sobrinho e à Comissão Municipal dos Festejos Farroupilha, da qual o MTG é uma das entidades consultadas. Em 2020, o evento foi cancelado em razão da pandemia de covid-19.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades