Publicidades

03/09/2021 | 16:55 | Geral | Três de Maio

Prefeitura divulga nota sobre fechamento da Emergência do Hospital São Vicente de Paulo

Arquivo/Divulgação

A Prefeitura de Três de Maio divulgou nota sobre a decisão do Hospital São Vicente de de Paulo de encerrar as atividades na Emergência a partir de outubro. Leia abaixo o texto oficial na íntegra:

Mediante o anúncio realizado pelo Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), na noite de ontem, 2 de setembro, no qual informa que as atividades de Urgência e Emergência serão encerradas a partir do dia 1º de outubro, a Administração Municipal comunica que desde o início do ano está tomando providências para auxiliar a instituição, que segundo a diretoria, atua há anos com déficit de recursos.

Conforme o orçamento de 2021, elaborado e aprovado em 2020, constava o valor de repasse de R$ 1.155.000,00 ao HSVP para todo o ano de 2021. Porém, em maio deste ano, o Hospital pediu para o Executivo um aumento de 33% no repasse de valores do convênio com a entidade, que passou de R$ 1,1 milhão para R$ 1,5 milhão. Este valor inclusive já foi integralmente pago pelos serviços de Urgência e Emergência para o ano de 2021, conforme consta no Convênio Nº 001/2021.

Apesar da incumbência do município ser especificadamente a atenção básica, o Executivo também esteve em Porto Alegre, na Secretaria Estadual de Saúde, e em Brasília, pedindo o apoio de deputados, senadores e ministros, para a destinação de mais aportes ao Hospital.

Além disso, novamente a pedido o Hospital, a Administração Municipal encaminhou à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei nº 021/2021, que destinaria mais R$ 200 mil para a entidade, para que os serviços de Urgência e Emergência continuassem sendo prestados aos munícipes da região. Na última semana, o Projeto foi rejeitado pela maioria dos vereadores, o que levou o Hospital a realizar o comunicado de ontem.

Na próxima segunda-feira, dia 6, o Executivo estará novamente reunido com a direção do HSVP e com os prefeitos de Independência, Alegria, São José do Inhacorá, Boa Vista do Buricá e Nova Candelária, para buscar alternativas para manter os serviços de Urgência e Emergência do Hospital.

Fonte: Paulo Marques Notícias

Mais notícias desta categoria

Publicidades