Publicidades

14/10/2021 | 06:03 | Geral

Granizo perfura vidros de automóveis em temporais na Argentina

Divulgação

Temporais muito fortes atingem o Nordeste da Argentina com danos em algumas localidades. Um violento temporal de granizo, com pedras de grande tamanho, atingiu a cidade de San Martín, província argentina do Chaco, a ponto de rachar e fazer perfurações em vidros de automóveis.

O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina emitiu um alerta de uma potente linha de instabilidade que avança nesta noite pelo Nordeste do país com vento muito forte, chuva intensa e granizo com possibilidade de danos. Estas tempestades avançam para o Paraguai e o Sul do Brasil.

Temporais com chuva intensa atingiram a província argentina de Corrientes e avançaram para o Oeste gaúcho. Choveu muito em Uruguaiana durante a tarde com alagamentos na cidade da fronteira com Paso de los Libres, Argentina. A chuva até 19h se aproximava de 50 mm em Uruguaiana e atingia 30 mm em São Borja.

Até o final desta quarta e o começo da quinta a instabilidade vai alcançar todo o Rio Grande do Sul, mas deve enfraquecer ao chegar no Leste gaúcho, o que fará com que os volumes no Leste e no Nordeste do território gaúcho não sejam altos. O risco de tempo severo isolado é maior no Oeste, no Centro, no Noroeste e no Norte do Rio Grande do Sul, no Oeste de Santa Catarina e no Paraná à medida que a instabilidade se espalha pelo Sul do Brasil nesta noite e durante a quinta. Instabilidade com chuva avança pelo Rio Grande do Sul de Oeste para Leste em horas da madrugada e da manhã desta quinta, mas à medida que se aproxima da costa perde força. Com a diminuição da nebulosidade ao longo do dia, o sol aparece e a temperatura se eleva. A tarde mais uma vez será quente. Com a alta umidade, a sensação de abafamento vai predominar durante o dia. A instabilidade será maior ao longo da quinta sobre o Paraná enquanto em Santa Catarina será maior no Oeste no começo do dia.

A MetSul reforça que a sexta-feira pode ter chuva forte e tempestades em pontos dos três estados do Sul do Brasil, entretanto a tendência é que a instabilidade mais forte se concentre sobre Santa Catarina e o Paraná.

Diversos municípios dos dois estados devem ter acumulados de chuva muito altos em 24h na sexta-feira com marcas de 50 mm a 100 mm em poucas horas, o que pode trazer alagamentos e elevação de arroios, córregos e rios. Será alta ainda a possibilidade de queda de granizo e de ocorrência de vendavais localizados que podem trazer danos.

Fonte: Metsul

Mais notícias desta categoria

Publicidades