Publicidades

11/01/2022 | 08:41 | Saúde

Ministério da Saúde muda regras de isolamento para pacientes com covid-19

Ministro Marcelo Queiroga já havia comentado que área técnica estava estudando atualizar a diretriz, com base no que já está sendo executado em outros países

Reprodução internet

O Ministério da Saúde anunciou em coletiva de imprensa, no início da noite desta segunda-feira (10), alterações no período do cumprimento da quarentena para pacientes com covid-19. Esta é a quarta atualização do Guia de Vigilância Epidemiológica Covid-19.

A proposta para pessoas que estão positivadas para covid-19 com quadro leve ou moderado é de isolamento de, no mínimo, sete dias. Entretanto, se ao quinto dia completo o paciente estiver sem febre e sem uso de medicamento antitérmico há pelo menos 24 horas, ele pode testar neste quinto dia fazendo RT-PCR, o mais indicado, ou o antígeno. Se o resultado for negativo, pode sair do isolamento, mas deve evitar aglomerações, viagens e contatos com pessoas com comorbidades até o décimo dia. Se o resultado do teste seguir positivo no quinto dia, ele deve manter o isolamento até completar o décimo dia. 

O Ministério reforçou que a mensagem principal é isolamento de sete dias. Se o paciente preferir não testar no quinto dia e cumprir os sete dias, ao final deste período, se ele não tiver sintomas respiratórios, estiver sem febre e sem uso de antitérmico há pelo menos 24 horas, pode sair do isolamento sem fazer teste. 

Se o paciente seguir com sintomas no sétimo dia, pode fazer a testagem por RT-PCR ou antígeno. Se estiver negativo, pode sair do isolamento mantendo os cuidados de evitar aglomerações e contatos com pessoas com comorbidades. Se positivar, deve manter o isolamento até o décimo dia. 

Se após o décimo dia ele estiver sem febre, sintomas respiratórios e há pelo menos 24 horas sem uso de antitérmico, não é necessário testar para sair do isolamento. 

Para chegar a esta mudança nas regras, o Ministério da Saúde informou que usou como referência o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) e as recomendações usadas na Inglaterra. Nos últimos dias de dezembro, o CDC atualizou as diretrizes para casos confirmados de covid-19 em pacientes assintomáticos, bem como para aqueles cujos sintomas já tenham passado ou estejam desaparecendo. O tempo recomendado passou de 10 para cinco dias, seguido de uso constante de máscara por mais cinco dias quando o paciente estiver em contato com outras pessoas.

Veja o resumo da nova recomendação do isolamento:

  • Para pessoas que estão com covid-19 leve ou moderada, o isolamento é de, no mínimo, sete dias, sem teste.
  • No entanto, se ao quinto dia completo o paciente não tiver sintomas respiratórios nem febre por um período de 24 horas, sem uso de antitérmico, ele deve fazer o teste (antígeno ou RT-PCR). Se for negativo, ele pode sair do isolamento.
  • Se ao sétimo dia o paciente continuar com sintomas respiratórios ou febre, ele pode fazer o teste (RT-PCR ou antígeno). Caso dê negativo, pode sair do isolamento. Se der positivo, deve ficar resguardado até 10 dias e só sair quando não tiver mais sintomas.
  • Após 10 dias, se tiver sem sintomas respiratórios, não é necessário testar.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades