Publicidades

13/01/2022 | 08:13 | Saúde

Brasil recebe primeiro lote da vacina da Pfizer para crianças de cinco a 11 anos

Remessa desembarcou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em São Paulo, pouco antes das 5h

Reprodução internet

O Brasil recebeu, no final da madrugada desta quinta-feira (13), o primeiro lote da vacina da Pfizer contra covid-19 para crianças de cinco a 11 anos. Segundo o portal G1, a remessa, com 1.248 milhão de doses, chegou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), pouco antes das 5h. 

Os imunizantes foram encaminhados para Guarulhos, onde será feita a divisão e o começo da distribuição aos municípios. A quantidade exata para cada estado será divulgada ao longo do dia, mas o rateio segue respeitando o coeficiente de representatividade.

Como o Rio Grande do Sul tem cerca de 968 mil crianças entre 5 e 11 anos, a projeção é de receber 4,74% dos imunizantes, aproximadamente 59 mil doses. Conforme o ministério, o avião com as doses que serão destinadas ao Rio Grande do Sul tem previsão de decolar às 23h. O início da vacinação de crianças no Estado está marcada para o dia 19.

Em perguntas e respostas, veja os detalhes já definido para a vacinação em crianças no RS.
Todas as crianças serão vacinadas?

A vacina pediátrica da Pfizer será usada em crianças de cinco a 11 anos.

Quando começará a vacinação das crianças no RS?
O Rio Grande do Sul iniciará a imunização no dia 19 de janeiro. As primeiras doses serão aplicadas em crianças com 11 anos e imunossuprimidas, com deficiência permanente ou que tenham comorbidades, como asma, obesidade, doença neurológica, diabetes, doença cardiovascular, câncer, hipertensão, por exemplo. 

A vacinação terá idade escalonada?
Sim. Segundo a SES, a imunização obedecerá ordem decrescente, ou seja, meninos e meninas com 11 anos, depois os de 10, nove e assim por diante. O escalonamento por idade será adotado tanto para crianças com comorbidades quanto para as sem.

Quando deve iniciar a vacinação das crianças sem comorbidades?
Pela previsão da SES, ainda em janeiro é possível começar a vacinação da faixa etária de 11 anos sem doença associada. Para fevereiro, está previsto o público de 10 e de nove anos. E, em março, será a vez daquelas com oito anos. Para as outras idades, a SES aguarda a previsão de remessas de vacinas pelo Ministério da Saúde.

Como fica a vacinação de crianças indígenas e quilombolas?
Crianças indígenas e quilombolas serão vacinadas conforme orientação futura do Ministério da Saúde, com doses destinadas a este público, de acordo com a SES. No primeiro lote de vacinas, o RS deve receber 3.911 doses que serão capazes de atender a toda população indígena com ao menos uma dose. 

Quantas crianças de cinco a 11 anos o RS vai vacinar?
O Rio Grande do Sul tem 968,9 mil crianças nesta faixa etária, desse total, 96.427 tem alguma doença; 3.911 pessoas são indígenas e 1.188, quilombolas.

Quantas doses da vacina pediátrica o RS receberá em janeiro?
O Brasil deve receber 4,3 milhões de doses de vacina da Pfizer em janeiro, sendo três lotes de 1,248 milhão unidades cada e mais uma quarta remessa com 600 mil doses. Já  o RS receberá 4,73% desse montante, o que equivale a cerca de 200 mil unidades. O rateio entre os municípios gaúchos, entretanto, ainda será definido pela SES.

As crianças poderão fazer a vacina no mesmo ambiente que os adultos e adolescentes?
Não. Conforme já havia sido divulgado pelo Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do RS (Consems), a aplicação das doses deverá ser realizada em sala exclusiva, com um espaço para recepção de crianças e responsáveis, que deverão permanecer no local por 20 minutos. Eventos adversos após a vacinação devem ser notificados no e-SUS Notifica, sistema de registro do Ministério da Saúde.

As equipes de saúde precisão de novo treinamento para vacinar crianças?
Sim. A partir desta quarta-feira (12), a SES e o Consems iniciam uma capacitação dos vacinadores, indicados pelos municípios, que receberão orientações sobre a aplicação do imunizante. 

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades