Publicidades

17/06/2022 | 06:52 | Saúde

RS atinge marca de 2,5 milhões de casos de Covid

Foram necessários 828 dias para estado registrar número e 23 dias para que mais 100 mil pessoas fossem contaminadas pelo coronavírus. Ritmo de infecções aumenta em comparação à centena de milhar anterior.

Teste de antígeno, ou teste rápido para a Covid, em Porto Alegre - Cristine Rochol/PMPA

O Rio Grande do Sul alcançou, nesta quinta-feira (16), a marca de 2,5 milhões de casos de Covid-19. Da primeira notificação, em 10 de março de 2020, até agora, se passaram 828 dias.

O número absoluto de notificações é de 2.501.988 casos conhecidos da doença. Sem considerar reinfecções, seria como se 21,8% da população do estado, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tivesse se contaminado com o coronavírus.

O estado levou 23 dias para registrar os últimos 100 mil casos, isso desde a confirmação de 2,4 milhões de infecções em 24 de maio. Houve um aumento no ritmo de contaminações, o que não era observado desde o atingimento de 1,8 milhão de casos em janeiro deste ano. De lá para cá, o número de dias para a notificação de mais 100 mil casos sempre crescia. 

O número de contágios motivou o governo do estado a renovar os avisos para as 21 regiões em razão da pandemia.

Com 4.733 novos casos em 24h, a média móvel da última semana é de 3.786 casos diários. O indicador é 16% menor do que há 14 dias, quando a média era de 4.507 infecções por dia. Já são nove dias consecutivos de queda da média móvel.

Mortes
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) também notificou mais 20 óbitos, fazendo com que o total de mortes chegue a 39.806.

A média móvel de mortes é de 16 vítimas por dia na última semana. O número absoluto está em queda há três dias. Contudo, na comparação com a média de 14 dias atrás, há um aumento de 45% no indicador, o que significa tendência de alta.

Hospitalizações
O estado soma 1.001 pessoas adultas internadas com coronavírus ou a suspeita da doença em leitos de enfermaria ou de terapia intensiva. Do total, 797 estão em vagas de menor complexidade, enquanto 204 estão em UTIs.

Já entre as crianças, são 96 internadas, sendo 20 em UTIs e 76 em vagas de enfermaria.

A ocupação total de UTIs adultas, que considera também pacientes internados por outros motivos, é de 74%, com 1.835 pessoas em 2.495 leitos. As regiões de Pelotas, Novo Hamburgo e Lajeado apresentam superlotação na rede privada. A região de Cachoeira do Sul, por sua vez, está com os leitos de UTI públicos com ocupação acima do limite.

Vacinação
O Rio Grande do Sul registra 5.247.151 pessoas com o esquema de três doses da vacina contra a Covid-19 completo. Nesse grupo, também são incluídos aqueles que tomaram o reforço da dose única da Janssen.

O número vem aumentando, uma vez que o estado avança na vacinação de adolescentes nessa etapa. O total de pessoas com uma dose de reforço aplicada corresponde a 45,7% da população do estado, que é de 11.466.630 segundo o IBGE.

A quarta dose (segundo reforço) também já é destinada para públicos mais amplos, por exemplo, maiores de 58 anos em Porto Alegre. O total de imunizados com quatro doses é de 708.814. Além disso, há 215.163 imunossuprimidos com a dose adicional.

Entre os que tomaram apenas duas doses ou a vacina de dose única, estão 9.216.934 pessoas – 80,3% da população. Delas, 2.773.627 estão com a dose de reforço em atraso.

Outras 9.692.606 tomaram apenas uma dose da vacina (84,5%), com 705.902 pessoas em atraso para a segunda dose.

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

Publicidades