Publicidades

06/08/2022 | 05:17 | Saúde

Campanha de vacinação contra a poliomielite começa nesta segunda-feira para crianças menores de 5 anos

Cobertura vacinal vem caindo nos últimos anos

Reprodução internet

O Ministério da Saúde lançará, neste domingo (7), a campanha de vacinação contra a polimielite e de multivacinação. Em todo o país, a ação tem início na segunda-feira (8). O objetivo é alcançar a cobertura vacinal de 95% ou mais para a vacina contra poliomielite em crianças abaixo dos cinco anos de idade.

Além disso, a campanha também visa reduzir o número de não vacinados de crianças e adolescentes menores de 15 anos e melhorar as coberturas vacinais de outros imunizantes, conforme o Calendário Nacional de Vacinação.

No dia 20 de agosto está previsto o Dia D, e a campanha segue até o dia 9 de setembro. Aproximadamente 40 mil postos de vacinação estarão abertos em todo o país para aplicar as doses das 18 vacinas, que são: 

  • Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B)
  • Pneumocócica 10 valente
  • VIP (Vacina Inativada Poliomielite)
  • VRH (Vacina Rotavírus Humano)
  • Meningocócica C (conjugada)
  • VOP (Vacina Oral Poliomielite)
  • Febre amarela
  • Tríplice viral (Sarampo, Rubéola, Caxumba)
  • Tetraviral (Sarampo, Rubéola, Caxumba, Varicela)
  • DTP (tríplice bacteriana)
  • Varicela 
  • HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano)

Estarão disponíveis para os adolescentes com esquemas incompletos ou não vacinados, as doses HPV, dT (dupla adulto), febre amarela, tríplice viral, hepatite B, dTpa e meningocócica ACWY (conjugada). 

Todos os imunizantes que integram o Programa Nacional de Imunizações (PNI) estão registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

Poliomielite

Para a campanha contra a poliomielite, o grupo-alvo são as crianças menores de cinco anos de idade, totalizando mais de 14.3 milhões de pessoas. As crianças menores de um ano deverão ser vacinadas conforme a situação vacinal encontrada para esquema primário. As crianças de um a quatro anos deverão ser vacinadas indiscriminadamente com a Vacina Oral Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico.

No RS

Para a campanha de imunização contra a polio, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) espera mais de 684 mil crianças. Veja, abaixo, o público conforme a faixa etária entre os gaúchos.  

  • Menor de 1 ano: 130.742
  • 1 ano: 130.742
  • 2 anos: 140.764
  • 3 anos: 141.295
  • 4 anos: 141.013
  • Total: 684.556

Nos últimos anos, a cobertura contra a poliomielite ficou abaixo dos 90% no Rio Grande do Sul. Em 2021 a situação foi ainda mais preocupante, e a imunização ficou abaixo de 80% entre os gaúchos menores de um ano, conforme dados preliminares* do Datasus:

  • 2015 - 89,2%
  • 2016 - 84,5%
  • 2017- 85,7%
  • 2018 - 85,7%
  • 2019 - 85,1%
  • 2020 - 84,9%
  • 2021 - 75,9%

*Dados de 11 de julho fornecidos pela SES 

Em Porto Alegre

Na Capital do Rio Grande do Sul são esperadas 66 mil crianças para a campanha contra a poliomielite. No ano passado, apenas 48% do público-alvo tomou a terceira dose em Porto Alegre. De acordo com o site da prefeitura, serão 123 unidades de saúde, que podem ser consultadas pelo telefone 156 (opção 6). Também é possível entrar em contato com as unidades de saúde pelo WhatsApp. Os contatos estão disponíveis neste link. 

Covid-19

As campanhas de vacinação vão coincidir com a imunização contra a covid-19, cuja vacina pode ser administradas de maneira simultânea ou com qualquer intervalo com as demais. O imunizante que protege contra o coronavírus é usado, no Brasil, a partir dos três anos de idade. 

A atualização da situação vacinal aumenta a proteção contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos e hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e óbitos. A mobilização nacional é uma estratégia adotada pelo Ministério da Saúde e é realizada com sucesso desde 1980.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades