Logomarca Paulo Marques Notícias

03/04/2024 | 15:46 | Trânsito

Motorista morre após caminhão tombar na ''Curva da Morte'', na ERS-129 no Vale do Taquari

O caminhão transportava uma carga de produtos de limpeza. Parte do material ficou sobre a pista de rodagem, e parte ficou na lateral da rodovia.

O caminhão transportava uma carga de produtos de limpeza. Parte do material ficou sobre a pista de rodagem, e parte ficou na lateral da rodovia.
Divulgação

O motorista de um caminhão faleceu após tombar com o veículo que conduzia por volta do meio-dia desta quarta-feira (3), no km 86 da ERS-129, em Muçum, no lugar conhecido como “Curva da Morte”.

O acidente aconteceu no sentido Encantado-Muçum. O caminhão transportava uma carga de produtos de limpeza. Parte do material ficou sobre a pista de rodagem, e parte ficou na lateral da rodovia.

O condutor estava sozinho dentro do veículo. O policiamento rodoviário foi acionado para atender a ocorrência. As causas da fatalidade ainda não estão confirmadas, assim como o nome da vítima.

A Prefeitura de Muçum lançou uma nota de pesar, lamentando o ocorrido.

Leia o texto na íntegra abaixo.

Lamentamos mais uma morte na ERS 129, em trecho próximo a um dos trevos de acesso a Muçum. A “Curva da Morte” na ERS 129, como é conhecida, tornou-se um símbolo da necessidade urgente de medidas de segurança e da luta da comunidade e autoridades locais para prevenir mais perdas de vidas. Esclarecemos que uma intervenção no local não é uma responsabilidade do governo municipal.

A criação de áreas de escape tem, inclusive, um projeto aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado no dia 20/02 deste ano. Uma iniciativa que poderia significar uma melhora significativa na segurança dessa rodovia. Destaca-se que a medida foi debatido pela Administração Municipal em diversas reuniões com o Governo do Estado nos últimos anos.

Infelizmente, a burocracia e a demora na implementação de soluções efetivas apenas prolongam o sofrimento das famílias afetadas e colocam mais vidas em risco.

A dor e a frustração da comunidade diante da perda de mais uma vida é evidente, e a necessidade de ação imediata por parte das autoridades estaduais e da Empresa Gaúcha de Rodovias é urgente. Espera-se que a tragédia sirva como um catalisador para mudanças rápidas e efetivas, garantindo que nenhum outro nome seja adicionado à lista de vítimas desse trecho perigoso.

A Administração Municipal, reitera lamento e se coloca à disposição dos enlutados. Também reforça a importância da mobilização comunitária e da pressão contínua sobre os responsáveis pela manutenção e segurança das estradas. Somente através da união de esforços será possível garantir a segurança necessária e evitar futuras tragédias nesse e em outros trechos perigosos das rodovias.

Fonte: Grupo Independente
Mais notícias sobre TRÂNSITO