Publicidades

11/10/2020 | 18:26 | Esporte

Grêmio leva dois gols de Marinho e perde para o Santos pelo Brasileirão

Ex-gremista marcou duas vezes de pênalti, enquanto Diego Souza anotou para o Tricolor

LUCAS UEBEL / Grêmio / Divulgação

A pretensão do Grêmio era conquistar sua segunda vitória consecutiva e dar sequência a uma campanha de recuperação no Campeonato Brasileiro. Faltou combinar com o Santos. Na Vila Belmiro, o Tricolor foi derrotado por 2 a 1, com dois gols de pênalti marcados por Marinho. Diego Souza descontou para o time gremista, que segue sem conseguir se distanciar do Z-4.
Como visitante, o técnico Renato Portaluppi optou por retomar o sistema com três volantes no meio-campo, com Thaciano entre os titulares. A estratégia, contudo, não barrou a iniciativa da equipe santista que, desde o segundo minuto de partida, passou a pressionar em busca do gol.
A primeira chance foi desperdiçada por Arthur Gomes, que, sozinho na área, cabeceou por cima do travessão. Em seguida, Vanderlei teve de trabalhar para evitar que o menino Kaio Jorge inaugurasse o placar. O atacante viu abrir um clarão à sua frente e arriscou, mas o goleiro espalmou para o lado.
De tanto o dono da casa bater, a porta se abriu. Aos 17, o árbitro viu a bola explodir no braço de Paulo Miranda e assinalou pênalti. Marinho encarregou-se de cobrar e, com categoria, deu uma "cavadinha" no meio do gol: 1 a 0.
A defesa gremista parecia não encontrar seus marcadores, chegando ao ponto de o lateral Pará, velho conhecido tricolor, se apresentar ao ataque para tirar uma "casquinha" de Vanderlei. Na frente, limitava-se a levantar a bola na cabeça de Diego Souza. Assim, aos 31, o centroavante quase conseguiu empatar após cobrança de escanteio.
Entretanto, era o Santos quem ditava as regras e, não fosse a trave, Jean Mota teria aumentado o placar em chute de fora da área. Aos 35, o Tricolor conseguiu devolver na mesma moeda, quando Lucas Silva emendou uma pancada de muito longe. Desta vez, o chute parou no goleiro João Paulo. Ainda assim, foi muito pouco. Tanto que, antes mesmo do intervalo, Renato colocou o garoto Isaque no aquecimento.
A substituição se deu na volta dos vestiários e, com a saída de Robinho, o Grêmio desmanchou o tripé de volantes. A troca parecia ter dado resultado quando, aos 3 minutos, Diego Souza tabelou com Luiz Fernando, partiu em disparada e finalizou. O chute desviou no meio do caminho e quase enganou o goleiro. 
Foi apenas uma miragem. Instantes depois, o Santos mostrou que ainda dominava as ações. Entrou na área gremista trocando passes rápidos e, com uma paulada de perna esquerda, Marinho acertou a quina do travessão.
O Tricolor precisava reagir e, por isso, de uma só vez Renato acionou Diogo Barbosa e Maicon. A modificação deu resultado imediato. Aos 27, o lateral tabelou com Isaque e acionou Pepê, que rolou a bola para trás, de onde vinha Diego Souza. O centroavante acertou chute indefensável, no canto do goleiro, empatando o placar.
A reação gremista, entretanto, recebeu uma ducha de água fria quando David Braz acertou um carrinho em Marinho dentro da área. Aos 33, o próprio atacante tratou de recolocar os donos da casa em vantagem novamente.
Apesar da vitória encaminhada, os santistas seguiram a pressão e só não ampliaram em chegadas de Madson e Lucas Veríssimo graças a duas intervenções importantíssimas de Vanderlei.
Brasileirão — 15ª rodada — 11/10/2020
SANTOS (2)
João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan (Laércio, 40'2/ºT); Jobson, Diego Pituca e Jean Mota (Madson, aos 29'/2ºT); Marinho, Arthur Gomes e Kaio Jorge (Lucas Lourenço, aos 43'/2ºT).
Técnico: Cuca
GRÊMIO (1)
Vanderlei; Orejuela, Paulo Miranda (Rodrigues, aos 7'/2ºT), David Braz e Cortez (Diogo Barbosa, aos 24'/2ºT); Lucas Silva (Maicon, aos 24'/2ºT), Thaciano e Robinho (Isaque, intervalo); Luiz Fernando, Pepê e Diego Souza (Everton, aos 39'/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi
Gols: Marinho, aos 19 minutos do primeiro tempo; Diego Souza, aos 27, e Marinho, aos 33 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Robinho, David Braz. Rodrigues (G), Jobson e Marinho (S)
Cartão vermelho: David Braz
Arbitragem: Braulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Éder Alexandre (trio catarinense). VAR: Wagner Reway (PB)
Local: Vila Belmiro, em Santos.
PRÓXIMO JOGO
Brasileirão — 16ª rodada
14/10/2020 (quarta-feira), às 19h15min
Grêmio x Botafogo

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades