Publicidades

25/10/2020 | 20:20 | Esporte

Ferreira decide com gol no final, e Grêmio vira sobre o Athletico-PR em Curitiba

Atuando com time reserva, equipe de Renato Portaluppi buscou vitória atuando fora de casa

Gabriel Machado / AGIF/Estadão Conteúdo

O Grêmio venceu de virada o Athletico-PR por 2 a 1 no começo da noite deste domingo (25), na Arena da Baixada. Após terminar o primeiro tempo atrás no marcador por um golaço de Carlos Eduardo, o Tricolor virou na etapa final. 
Thiago Heleno, contra, foi o responsável pelo empate enquanto o garoto Ferreira garantiu a virada aos 41 da etapa final. Com a vitória, o Grêmio vai a 24 pontos e fica a apenas três do G-6. O próximo compromisso da equipe de Renato Portaluppi será na quinta-feira diante do Juventude, na Arena, pela Copa do Brasil. 
O confronto entre o time reserva do Grêmio e um Atlético-PR, que entrou em campo como antepenúltimo colocado do Brasileirão, foi marcado pela baixa técnica no primeiro tempo. As duas até demonstraram iniciativa de atacar, mas exageravam nos erros, o que facilitava a vida dos defensores. 
Jogando em casa e pressionado a vencer para sair da zona de rebaixamento, o Athletico iniciou atacando mais. Aos 2 minutos, Thiago Heleno conseguiu o desvio após escanteio batido por Nikão e mandou para fora. O Grêmio avançou pelo lado esquerdo com Cortez e também conseguiu um tiro de canto na sequência. Após a batida, Rodrigues cabeceou por cima do gol de Santos. 
A primeira grande oportunidade da partida veio aos 7 minutos. O veterano Lucho González encontrou Renato Kayzer às costas da defesa gremista em um belo passe. Kayzer, porém, não aproveitou e chutou por cima do gol cara a cara com Paulo Victor. 
Aos poucos, o Grêmio conseguiu frear a tentativa de pressão do Athletico-PR e foi tirando o adversário do seu campo. O Tricolor, no entanto, não conseguia criar situações. Luiz Fernando, pelo lado direito, e Thaciano, com muita movimentação atuando com meia central, tentavam encontrar espaços diante da marcação paranaense, mas o time gaúcho só foi ter uma grande chance aos 42 minutos. Após tabelar com Orejuela, Luiz Fernando cruzou na medida para Isaque, que pegou de primeiro e mandou pela linha de fundo. 
A resposta do Athletico veio no lance seguinte e com um golaço. Thiago Heleno teve liberdade para fazer o lançamento para Carlos Eduardo às costas de Orejuela. O atacante invadiu a área, passou por Rodrigues e soltou uma bomba no ângulo, sem chances para Paulo Victor para deixar o Furacão em vantagem no final do primeiro tempo.
Atrás no placar, Renato Portaluppi mandou Pepê a campo na volta do intervalo. O camisa 25 entrou no lugar de Everton. Mas foi o Athletico-PR que teve a primeira oportunidade. Logo aos dois minutos, Renato Kayzer chutou forte de dentro da área e acertou a rede pelo lado de fora. 
Apesar do susto inicial, a presença de Pepê deu o esperado maior poder ofensivo ao Grêmio, que passou a pressionar o Athletico-PR. Aos 5, Thaciano recebeu passe de Lucas Silva e chutou para defesa de Santos. Na sequência, o Tricolor pediu pênalti em uma disputa entre Pepê e Erick na área paranaense, mas o árbitro Flávio Rodrigues de Souza deu apenas escanteio.
O Grêmio nem precisou reclamar da decisão do árbitro. Pois foi na jogada de escanteio que veio o gol. Após uma segunda tentativa de cruzamento com Luiz Fernando, o goleiro Santos fez a defesa parcial, a bola bateu no zagueiro Thiago Heleno e entrou no gol: 1 a 1.
O empate obrigou o Athletico-PR a se arriscar mais, o que deu espaço para contra-ataque gremista. Com sua velocidade, Pepê começou a causar problemas para os defensores, que eram obrigados a fazer faltas para pará-lo. Apesar do volume, o Grêmio seguiu com dificuldade para criar porque errava demais no último passe. Aos 28, Renato mando a campo o garoto Ferreira no lugar de um já desgastado Luiz Fernando. Ferreira teve uma chance em sua primeira jogada, mas chutou por cima do gol.
A partida seguiu sem muitas oportunidades até que faltando quatro minutos para o fim do tempo regulamentar Ferreira apareceu para decidir o jogo. O garoto aproveitou o chutão de Paulo Victor e tocou na saída de Santos para marcar o gol que garantiu a vitória para o Grêmio e a aproximação ao G6.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades