Publicidades

28/10/2020 | 21:23 | Esporte

Inter vence Atlético-GO e abre vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil

Colorado precisa de um empate, na próxima terça-feira, no Beira-Rio, para avançar na competição

Ricardo Duarte / Internacional/Divulgação

O Inter estreou com vitória na Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (28), o Colorado fez 2 a 1 no Atlético-GO, em Goiânia, no jogo de ida das oitavas de final e abriu vantagem para a partida de volta, no Beira-Rio. Os gols colorados foram anotados por Leandro Fernández e Moisés. O goleiro Jean, de pênalti, descontou nos acréscimos.
Inter e Atlético-GO voltarão a se enfrentar na próxima terça-feira, às 21h30min. O Colorado terá a vantagem do empate para se classificar para as quartas de final. Antes de encarar os goianos novamente, o time de Eduardo Coudet vai defender a liderança do Brasileirão diante do Corinthians, no sábado, às 19h, em São Paulo.
Depois do jogo de alta intensidade diante do Flamengo, o técnico Eduardo Coudet optou por escalar um time quase todo reserva para a estreia na Copa do Brasil contra o Atlético-GO. Dos titulares, apenas o goleiro Marcelo Lomba, o zagueiro Cuesta e o meia-atacante Marcos Guilherme iniciaram a partida em Goiânia. Por desgaste físico, o artilheiro colorado Thiago Galhardo ficou fora até mesmo do banco de reservas. 
Com titulares ou reservas, o Inter de Eduardo Coudet tem um padrão. A equipe costumar iniciar os jogos tentando marcar um gol cedo. E isso se repetiu em Goiânia. Logo aos 2 minutos, o Colorado já pediu um pênalti em tentativa de Nonato na área goiana. Aos 4, Pottker recebeu cruzamento de Moisés na medida e cabeceou perto da trave esquerda.
Em outro cruzamento de Moisés, aos 9, Nonato conseguiu ajeitar para Marcos Guilherme, que bateu de chapa e mandou perto. Embora atacasse mais pela  esquerda, o Inter chegou ao gol pelo lado direito. Em lance que começou com uma disputa vencida por Nonato no meio campo, o time gaúcho fez a transição rápida e a bola chegou até Marcos Guilherme. O camisa 23 cruzou com perfeição e Leandro Fernández apareceu entre os zagueiros para uma cabeçada de manual. O argentino testou para baixo e venceu o goleiro Jean para abrir o placar: 1 a 0.
O Inter, no entanto, não conseguiu sustentar o domínio. Em desvantagem, o Atlético-GO adiantou suas linhas e passou a ocupar o campo de ataque.
Aos 23, o Colorado levou um susto. Janderson invadiu a área e caiu depois de driblar Marcelo Lomba. Inicialmente, ele conseguiu enganar Marcelo de Lima Henrique, que marcou pênalti. O árbitro, porém, foi chamado pelo VAR para rever o lance e voltou atrás já que a imagem mostrou que Lomba não havia tocado no atacante goiano.
O Atlético-GO deu trabalho para Marcelo Lomba aos 28. Em falta batida pelo goleiro Jean, a bola passou por baixo da barreira, mas Lomba teve reflexo para fazer a defesa. Depois, o Inter conseguiu segurar o ritmo de time goiano, que só voltou a levar perigo nos minutos finais do primeiro tempo por conta de um passe errado de Praxedes na entrada da área. Baralhas ficou com a bola e chutou acertando a rede pelo lado de fora. 
O começo do segundo tempo foi de pressão do Atlético-GO, que teve três chances para o empate em apenas 10 minutos. Na mais perigosa delas, Nicolas desviou após um lançamento frontal e mandou raspando a trave. O lance motivou Coudet e mexer na equipe gaúcha. Edenilson e Patrick foram chamados e entraram nas vagas de Praxedes e Marcos Guilherme.
Os dois titulares mal pisaram no gramado e o Inter chegou ao segundo gol. O lateral-esquerdo Moisés tabelou com Leandro Fernández e teve a tranquilidade de um atacante para definir na frente do goleiro ampliando a vantagem colorada. 
O Atlético-GO sentiu o gol sofrido no seu melhor momento no jogo. A equipe mandante não mostrou reação e o Inter quase fez o terceiro aos 21 minutos, quando William Pottker saiu na frente de Jean e chutou para fora.
Coudet trocou seu ataque na reta final do jogo com D’Alessandro e Abel Hernández entrando nos lugares de Leandro Fernández e Pottker. O terceiro gol quase saiu em linda jogada de D’Ale em que Edenilson acabou parando em defesa de Jean. 
O Inter teve sua vantagem diminuída nos acréscimos, quando Marcelo de Lima Henrique viu pênalti na disputa entre Wellington Rato e Abel Hernández na área do Inter. O goleiro Jean bateu bem e decretou o placar final de 2 a 1.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades