Publicidades

02/11/2020 | 22:02 | Esporte

Com gols de David Braz e Orejuela, Grêmio vence o Bragantino na Arena

Resultado fez equipe de Renato Portaluppi se aproximar do G-6 na tabela do Brasileirão

Félix Zucco / Agencia RBS

O Grêmio esteve longe de fazer boa atuação, mas conseguiu vencer o Bragantino por 2 a 1, na Arena, na noite desta segunda-feira (2), para se aproximar do G-6 do Brasileirão em rodada na qual os três primeiros colocados, Inter, Flamengo e Atlético-MG, foram derrotados. Os gols da partida saíram todos no segundo tempo: David Braz e Orejuela marcaram para o Tricolor, enquanto Hurtado descontou para os paulistas.

 

Com a vitória, o Grêmio sobe para 27 pontos e fica a três do G-6. A distância para o líder Inter é de oito, mas o Tricolor tem um jogo a menos. A partida diante do Goiás, válida pela sexta rodada, ainda não tem data marcada para ser realizada.

 

O Tricolor agora volta suas atenções para a Copa do Brasil, onde enfrentará o Juventude na quinta-feira, às 21h30min, no Alfredo Jaconi. Por ter vencido por 1 a 0 na Arena, o Tricolor tem a vantagem do empate em Caxias do Sul para avançar às quartas de final. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso é no domingo diante do Fluminense, no Maracanã.


Mesmo com o compromisso pela Copa do Brasil já na quinta, o técnico Renato Portaluppi escalou a maior parte dos titulares para enfrentar o Bragantino em jogo que encerrou a 19ª rodada, marcada pelos tropeços dos três primeiros colocados do Brasileirão. 

 

A volta do volante Maicon ao lado Matheus Henrique foi a grande atração no meio-campo, que teve ainda Robinho como homem centralizado. Luiz Fernando ganhou a vaga pelo lado direito acompanhando Pepê e Diego Souza no setor ofensivo. Na defesa, Geromel e Kannemann foram poupados por desgaste muscular. Regularizado no BID da CBF, o argentino Diego Churín foi novidade no banco de reservas.

 

Um ponto acima da zona de rebaixamento, mas vindo de duas vitórias seguidas no Brasileirão, o Bragantino teve uma postura corajosa no começo do jogo e tomou a iniciativa na Arena. Como já aconteceu em diversos momentos da temporada, o Grêmio permitiu ao adversário ter maior posse de bola no início do jogo e se postou fechando espaços para tentar encaixar os contra-ataques.

 

Assim, o Bragantino teve a primeira chance de gol da partida. Aos 10 minutos, Claudinho acertou um belo chute da entrada da área e Vanderlei fez a defesa para mandar a bola para escanteio. Nesse momento do jogo, o time paulista tinha 66% de posse.

 

O susto fez o time gremista mudar sua postura. O Tricolor parou de esperar o Bragantino e começou a ocupar o campo de ataque. O problema então passou  a ser a dificuldade de criação. Com Robinho em mais uma noite ruim, Luiz Fernando e Pepê tentaram armar a equipe enquanto Maicon e Matheus Henrique também não conseguiam fazer o jogo fluir no meio- campo. 

 

O resultado disso foi um primeiro tempo em que o goleiro Cleiton não fez nenhuma defesa. À beira do campo, Renato Portaluppi não escondia sua insatisfação e cobrava seus comandados a todo momento. Já nos minutos finais, o treinador mandou Isaque aquecer logo depois de mais um erro de Robinho. 

 

De positivo para o Grêmio ficou apenas que o Bragantino não levou mais perigo a Vanderlei após aquele chute de Claudinho aos 10 minutos. O Tricolor foi para o intervalo com uma posse de bola mais alta, de 63%, mas apenas três finalizações, todas para fora.

 

Renato voltou do intervalo com Isaque no lugar de Robinho, mas o Grêmio seguiu com dificuldades para criar. Novamente, o Bragantino começou ameaçando e Vanderlei defendeu um chute perigoso de Ytalo aos 2 minutos.  

 

O jogo seguiu com um nível baixo no segundo tempo tendo o Bragantino levemente melhor, mas cometendo muitos na hora de definir as jogadas. No lado do Grêmio, a inconformidade com a atuação ficou clara aos 13 minutos, quando, após errar um passe simples, Maicon pediu para sair em uma discussão com Renato, que reclamou do lance. O capitão foi substituído aos 15 para a entrada de Lucas Silva e seguiu direto para o vestiário. No mesmo momento, Ferreira entrou no lugar de Luiz Fernando. 

 

Logo depois, Diego Churín foi chamado para fazer sua estreia com a camisa gremista entrando no lugar de Diego Souza quando o Grêmio tinha um escanteio para cobrar aos 22 minutos. O argentino deu sorte ao Tricolor. Após a batida de Diogo Barbosa, David Braz apareceu como um atacante para finalizar sem chances para Cleiton e abrir o placar na Arena: 1 a 0. 

 

O Bragantino tentou reagir, mas o Grêmio foi efetivo. Na segunda oportunidade que criou na etapa final, o Tricolor chegou ao 2 a 0 com Orejuela, que pegou a sobra da jogada de Isaque e chutou com força para ampliar a vantagem. 

 

A tranquilidade gremista, porém, não durou muito. Aos 32, o venezuelano Hurtado apareceu entre os zagueiros do Grêmio para completar cruzamento de Raul e descontou: 2 a 1. O gol de Hurtado deu apenas um susto, mas o Tricolor confirmou a vitória apesar da atuação fraca.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades