Publicidades

08/11/2020 | 18:09 | Esporte

Com um jogador a menos, Inter empata com o Coritiba no Beira-Rio

Colorado esteve em vantagem por duas vezes, mas cedeu o resultado no segundo tempo

Mateus Bruxel / Agencia RBS

Para quem pensa em ser campeão nacional, o Inter perdeu pontos importantes neste domingo (8). Na abertura do returno do Brasileirão, dentro de casa, contra um Coritiba que luta contra o rebaixamento, os comandados de Eduardo Coudet ficaram no empate por 2 a 2. Os gols da partida foram marcados por Yuri Alberto e Nonato para o Colorado, com Giovanni Augusto e Sabino anotando para os visitantes.


Com este resultado, o time gaúcho terá de torcer para que o Flamengo não vença o Atlético-MG, em Belo Horizonte, para continuar na liderança.

 

Desde o início da partida, o Inter subiu os jogadores ao campo de ataque e foi trocando passes para conquistar os três pontos. Os paranaenses, por sua vez, tentavam se fechar como podiam e aproveitar qualquer erro para encaixar um contra-ataque. Assim, aos 15 minutos, Ricardo Oliveira quase abriu o marcador. Para a sorte de Marcelo Lomba, a trave evitou o pior.

 

Com mais de 70% de posse de bola, o Colorado tinha dificuldades em infiltrar com a bola dominada. Em uma das poucas jogadas combinadas, Marcos Guilherme tabelou com Abel Hernández e bateu firme, onde estava o goleiro Wilson. No mais, os lances pareciam se repetir em looping, com a ultrapassagem de Heitor e muitos cruzamentos para a área.

 

De tanto insistir na mesma receita, o Inter chegou ao gol. Depois de Abel e Patrick cabecearem para fora, Yuri Alberto não desperdiçou. Aos 32, o jovem atacante, escolhido para substituir o suspenso Thiago Galhardo, subiu mais que os marcadores e empurrou para o fundo das redes: 1 a 0.

 

Mas o duelo ainda não estava encerrado, e Sabino fez questão de mostrar isso antes mesmo do intervalo. Em cobrança de falta pelo lado esquerdo, o zagueiro desviou para trás, exigindo que Lomba se esticasse todo para espalmar.

 

O susto poderia ter servido de sobreaviso, mas já na largada do segundo tempo, a vantagem colorada escorreu pelo ralo. Com apenas 2 minutos, o Coritiba encaixou um contra-ataque fatal, com toques rápidos, que terminaram com a finalização certeira de Giovanni Augusto. Tudo igual no placar.

 

Não bastando o baque, o Inter ainda perdeu Heitor assim que o jogo reiniciou. Após consultar o VAR, o árbitro entendeu que o lateral pisou intencionalmente no meia Robson, que estava caído no gramado, e lhe apresentou o cartão vermelho de forma direta. A expulsão fez com que Coudet mexesse na equipe, mandando Rodinei e Nonato a campo.

 

A troca foi providencial. Imediatamente, aos 13, Patrick partiu em direção à área e arriscou um chute. A bola explodiu na defesa e voltou nos pés de Nonato, que arrematou rasteiro, fora do alcance de Wilson: 2 a 1.

 

A partir de então, o cenário se modificou completamente, com o Coritiba dando mais espaços em sua defesa. Assim, Moisés avançou pela esquerda e encontrou Patrick livre. O chute do meia desviou no meio do caminho e estourou na trave. Os colorados sentiriam falta deste gol instantes depois. Aos 28, após cobrança de escanteio, o zagueiro Sabino se antecipou a Cuesta e desviou de Lomba, igualando o marcador outra vez.

 

Na base da força, o Inter pressionou nos minutos finais em busca do terceiro gol, mas o estrago já estava feito.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades