Publicidades

30/11/2020 | 09:11 | Polícia

Policiais de Soledade e vítima viajam mais de 300 km por falta de médico perito na região

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Uma mulher, vitima de estupro em São José do Herval, por volta das 17h deste sábado, 28/11, só voltou para casa às 2h da madrugada de domingo (29).

 

A demora se deu em virtude de que não havia médico perito na região de Soledade, com isso a vítima teve que ser levada por policiais civis soledadenses até a cidade de Erechim, a 157 Km de distância de Soledade, somado o trajeto de ida e volta, foram feitos 314 Km.

 

O fato

A Brigada Militar atendeu a uma ocorrência relacionada a estupro, no Centro de São José Herval, por volta das 17h, deste sábado, 28/11.

 

Conforme a Brigada Militar, em contato com a vítima, esta informou que se deslocava em via pública, em direção a um estabelecimento comercial da cidade e que o acusado de 51 anos, lhe ofereceu carona. Inicialmente, não aceitou, mas ele insistiu e com isso, a teria chamado para perto do veículo e puxou-a pelo braço, fazendo-a entrar a força.

 

De acordo ainda com a Brigada Militar, o homem  levou a mulher de 34 anos para a casa dele teria fechado a garagem, forçou a saída da vítima do carro e a obrigou a fazer sexo com ele.

 

Conforme o registro da ocorrência, a vítima tentando se livrar, conseguiu fugir, socorrendo-se na residência de uma vizinha.

 

A vítima foi conduzida à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Soledade para o devido registro.

 

A Polícia Civil realiza as investigações sobre o fato. A vítima foi encaminhada a Erechim para realização do auto de verificação de violência sexual pelo perito de plantão. Também foi realizada a coleta de material para fins de confrontação genética com o do suspeito do estupro.

Fonte: Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Mais notícias desta categoria

Publicidades