Publicidades

04/12/2020 | 05:14 | Esporte

Grêmio elimina Guaraní-PAR e garante vaga para encarar o Santos nas quartas da Libertadores

Vitória com gols de Ferreira e Rodrigues na Arena na noite desta quinta (3) confirmou classificação tricolor

Silvio Avila / POOL/AFP

O Grêmio não precisou de muito esforço para vencer o Guaraní-PAR por 2 a 0, nesta quinta (3), na Arena, com gols de Ferreira e Rodrigues. Com time misto, o Tricolor se mostrou superior e fez com que o duelo de volta das oitavas da Libertadores parecesse um treino, tamanha a facilidade para derrotar novamente a equipe paraguaia (havia feito 2 a 0 na ida). 


Com a classificação, o clube garante a premiação de 1,5 milhão de dólares (quase R$ 8 milhões) e vai enfrentar o Santos nas quartas de final. Na escalação, o técnico Renato Portaluppi surpreendeu ao preservar diversos jogadores. Dos titulares indiscutíveis, começaram o jogo apenas Vanderlei, Jean Pyerre e Pepê. Luiz Fernando, que iria iniciar a partida, sentiu dores no aquecimento e Ferreira foi a campo no seu lugar.

 

Quando todos os jogadores já estavam no gramado da Arena, surgiu um impasse: os uniformes de Grêmio e Guaraní tinham cores parecidas. Por conta disso, a equipe paraguaia e o trio de arbitragem tiveram de voltar aos vestiários para trocar de camisas. Assim, a partida iniciou com oito minutos de atraso.


E logo no início do jogo o Grêmio aproveitou erro na saída de bola do Guaraní e Pepê tocou para Jean Pyerre, que deu um lindo passe para Cortez, aberto pela esquerda. O lateral cruzou para Ferreira, que só teve o trabalho de escorar para o gol, com apenas 2 minutos. O árbitro chegou a marcar impedimento, mas com a ajuda do VAR validou o gol.

 

Apesar de o Guaraní precisar do resultado, só dava Grêmio. Primeiro, Pepê foi lançado por Jean Pyerre, mas errou na hora da definição. Depois, aos 13, Cortez cruzou e Churín quase ampliou. No minuto seguinte, Ferreira recebeu na área e chutou para fora. 


Era pressão gremista, que apertava a marcação no campo de ataque e não deixava o Guaraní passar do meio-campo — o que só foi acontecer aos 23 minutos de jogo, com um chute para fora, longe da meta de Vanderlei.

 

Na segunda metade da etapa inicial, o Grêmio desacelerou e o Guaraní conseguiu atacar. As melhores chances do time visitante saíram por cima. Aos 27 minutos, Baéz recebeu belo cruzamento de Maná e cabeceou por cima do gol. Depois, foi a vez de Domínguez cabecear e obrigar Vanderlei a fazer grande defesa. Já nos acréscimos, Jean Pyerre precisou ser substituído com dores e vira preocupação para a sequência de jogos do Grêmio.


Na volta ao segundo tempo, o Guaraní começou marcando forte e, em dois minutos, o árbitro precisou aplicar dois cartões amarelos em jogadores da equipe paraguaia por faltas duras em Pepê. Nada que tenha parado o Tricolor, que queria definir logo a vitória. 

 

Aos 7, Ferreira deu belo passe para Lucas Silva dentro do área. Mas o volante, cara a cara com o goleiro, chutou forte em cima de Gaspar Servio. A resposta do Guaraní-PAR veio alguns minutos mais tarde, de longe, em belo chute de Rodrigo Fernández, que obrigou Vanderlei a fazer grande defesa.


O Grêmio chegou a balançar as redes mais uma vez, com Isaque, aos 18 minutos, mas novamente com auxílio do VAR a arbitragem anulou o gol tricolor. Na tentativa de retomar o controle do meio-campo, Renato mandou a campo Maicon e Pinares nas vagas de Darlan e Ferreira. Logo o time chegou com perigo, mas Churín chutou para fora.


Nos minutos finais, ainda entraram Diego Souza e Guilherme Azevedo nos lugares de Churín e Pepê. O Guaraní ainda teve Miguel Benítez expulso e, no último lance, Diego Souza escorou para Rodrigues ampliar para 2 a 0. Assim, o Grêmio chegou ao seu 15º jogo seguido sem perder. Neste período, foram 12 vitórias e apenas três empates.

 

O Tricolor volta a campo domingo, às 16h, novamente na Arena, para enfrentar o Vasco pela 24ª rodada do Brasileirão. Na Libertadores, o jogo contra o Santos será na semana que vem, mas ainda não tem data e horário definidos pela Conmebol.

 

Libertadores — oitavas de final (volta) — 3/12/2020

 

GRÊMIO (2)
Vanderlei; Orejuela, David Braz, Rodrigues e Cortez; Lucas Silva, Darlan (Maicon, 28'/2ºT); Ferreira (Pinares, 28'/2ºT), Jean Pyerre (Isaque, 46'/1ºT), Pepê (Guilherme Azevedo, 36'/2ºT); Diego Churín (Diego Souza, 36'/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi

 

GUARANÍ-PAR (0)
Gaspar Servio; Tripicchio (Villalba, int.), Romaña, Javier Báez e Miguel Benítez; Ángel Benitez (Merlini, 32'/2ºT), Rodrigo Fernández, José Florentin (Fernando Fernández, int.); Nicolás Maná, Cecilio Domínguez; Bobadilla (Guillermo Benítez, 44'/2ºT).
Técnico: Gustavo Costas

 

Gols: Ferreira (Gr), aos 2min do 1º tempo, e Rodrigues (Gr), aos 52min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Florentín, Villalba, Báez e Rodrigo Fernández (Gu), Isaque (Gr)
Cartão vermelho: Miguel Benítez (Gu)
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre
Arbitragem: Wilmar Roldan, auxiliado por Dionisio Ruiz e Miguel Roldan. VAR: Andres Rojas (quarteto colombiano)

 

Próximo jogo
Brasileirão — 24ª rodada
6/12/2020 — 16h
Grêmio x Vasco

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades