Publicidades

16/12/2020 | 21:23 | Esporte

Grêmio desmorona na Vila Belmiro, leva 4 a 1 do Santos e está fora da Libertadores

Equipe de Renato Portaluppi agora terá somente as disputas da Copa do Brasil e do Brasileirão na temporada

AMANDA PEROBELLI / POOL/AFP

O Grêmio falhou na tentativa de disputar a semifinal da Libertadores pelo quarto ano consecutivo. Na noite desta quarta-feira (16), o Tricolor foi completamente dominado pelo Santos e acabou goleado por 4 a 1 na Vila Belmiro. 


Kaio Jorge, aos 11 segundos de jogo, e Marinho, aos 15 minutos, abriram vantagem cedo para os paulistas. Sem reação, o time gaúcho viu o placar ser ampliado no começo da etapa final, quando Kaio Jorge marcou novamente e acabou com qualquer esperança de virada. Thaciano ainda chegou a descontar, mas o zagueiro Laércio garantiu a goleada para o Peixe.


Depois do empate alcançado nos minutos finais com atuação ruim na Arena, o Grêmio foi a Vila Belmiro tendo na volta de Jean Pyerre a grande esperança para conseguir a classificação para a semifinal da Libertadores. Renato Portaluppi ainda surpreendeu na defesa optando por David Braz no miolo da zaga e Orejuela na lateral direita, deixando Kannemann e Victor Ferraz no banco de reservas.


Quis o destino que Jean Pyerre fosse protagonista negativo logo no primeiro lance do jogo. O Peixe pressionou a marcação assim que o árbitro Wilmar Roldán apitou o início da partida e o camisa 10 gremista errou ao dar um passe para David Braz. A bola caiu nos pés de Kaio Jorge, que teve velocidade para driblar Vanderlei e mandar para o gol vazio abrindo o placar aos 11 segundos na Vila Belmiro.

 

A pressão do Santos não arrefeceu com o gol cedo. Antes do cronômetro chegar a 2 minutos, Marinho invadiu a área pelo lado direito e Vanderlei impediu o segundo gol. O goleiro gremista voltou aparecer bem na sequência ao sair de forma arrojada para ficar com a bola após Matheus Henrique ser desarmado dentro da área.

 

O Grêmio parecia atordoado pelo começo acelerado do Santos, mas conseguiu criar uma grande chance aos 5. Luiz Fernando brigou pela bola na linha de fundo e cruzou para Jean Pyerre. Sozinho na área, ele bateu por cima do gol defendido por John.

 

A jogada foi apenas uma falsa impressão de que o Grêmio poderia chegar logo ao empate. Aos 15, o Tricolor até estava no ataque, mas novamente teve Jean Pyerre errando. Ele bateu uma falta que foi cortada pela defesa e o Santos saiu em contra-ataque. Orejuela sentiu lesão e não conseguiu acompanhar Lucas Braga, que cruzou na medida para Marinho bater e vencer Vanderlei: 2 a 0.

 

Orejuela precisou sair e Victor Ferraz foi chamado por Renato, que aproveitou a parada para atendimento do lateral para tentar reorganizar o time. O Grêmio, no entanto, continuava demonstrando nervosismo dentro e fora de campo. No banco, Kannemann foi amarelado por reclamação. 

 

O Santos teve duas chances para o terceiro gol se aproveitando de falhas da defesa gaúcha. Aos 26, o erro foi na saída de bola e Jobson perdeu uma grande oportunidade na frente de Vanderlei. Três minutos depois, Lucas Veríssimo saiu da marcação de David Braz em escanteio e cabeceou perto. O Tricolor levou perigo em chute de Matheus Henrique defendido por John, mas ficou nisso. Sem poder de reação por parte do time gremista, o placar de 2 a 0 seguiu até o final do primeiro tempo.

 

O técnico Renato Portaluppi apostou na entrada de Pinares no lugar de Darlan para tentar mudar o cenário do jogo no segundo tempo. Mas, como havia acontecido na etapa inicial, foi o Santos quem iniciou avassalador. 

 

Após Vanderlei evitar o gol em chute de Sandry, a defesa voltou a marcar mal em escanteio batido por Marinho. Tão mal que permitiu que Kaio Jorge finalizasse com o pé da risca da pequena área. A bola ainda bateu no travessão antes de morrer no fundo da rede para o 3 a 0 que liquidava qualquer reação gremista logo aos 9 minutos. 

 

Renato mandou Ferreira e Thaciano a campo nos lugares de Luiz Fernando e Jean Pyerre. O garoto tentou fazer uma correria no setor direito de ataque, o que apenas serviu para mostrar que ele merecia ter entrado antes. Thaciano chegou a descontar, mas Laércio marcou o quarto do Santos e confirmou a goleada 4 a 1. Superado técnica e taticamente, o Tricolor foi eliminado pelo Peixe adiando o sonho do tetra da América.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades