Publicidades

03/03/2021 | 06:16 | Polícia

Golpistas pedem dinheiro por telefone e se passam por funcionários de hospital em Cruz Alta

Hospital São Vicente de Paulo alerta que a instituição não faz ligações em busca de doações

Golpistas mentiram que valor doado seria descontado na conta de luz - Divulgação / Hospital São Vicente de Paulo

A esposa de um paciente em tratamento no Hospital São Vicente de Paulo, no Centro de Cruz Alta, recebeu, na quinta-feira (25), uma ligação de uma pessoa que se apresentou  como funcionária do hospital solicitando doações em dinheiro. O golpista teria afirmado que o valor de R$ 50 seria descontado posteriormente da conta de luz. A esposa do paciente não realizou a transferência e comunicou o hospital sobre a tentativa de golpe.


A instituição não faz ligações em busca de doações. Segundo Jean Maidana, funcionário do hospital, essa não é a primeira vez que ocorre este tipo de golpe: 


— Desde 2015 nós somos contemplados os recursos do Projeto Abrace o São Vicente que arrecada doações  em prol do Hospital São Vicente de Paulo. Achamos que pessoas que sabem dessa iniciativa estejam se aproveitando para enganar a população.  No ano passado, bem no início da pandemia quando outras instituições de saúde solicitavam ajuda para compra de máscaras, luvas e outros utensílios nós tivemos  relatos de pessoas que teriam ligado em nome do Hospital São Vicente.

 

Em entrevista ao Bom Dia Rio Grande desta terça-feira (2), a assistente social Fátima Bronzatti também reforçou que esse tipo de ação não faz parte da política do hospital.

 

—Nós não solicitamos dinheiro para as famílias por telefone. Além disso, não temos esse convênio com a RGE — afirmou Fátima.

 

O hospital São Vicente de Paulo emitiu um comunicado alertando a população de que todas as ações são divulgadas através das redes sociais da instituição ou através das redes sociais do projeto Abrace o São Vicente.  O hospital ainda disponibilizou um telefone para que outras pessoas possam informar caso receberam esse tipo de ligação. O número é (55) 98112-8761. De acordo com o hospital, não foi registrado boletim de ocorrência.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades