Publicidades

04/03/2021 | 05:40 | Esporte

Grêmio goleia o Brasil-Pel na estreia pelo Gauchão

Tricolor teve grande atuação e bateu time da zona sul do Estado com facilidade na Arena

Félix Zucco / Agencia RBS

Em um jogo no qual teve completo domínio, o Grêmio goleou naturalmente o Brasil-Pel por 4 a 1 a na noite desta quarta-feira (3), na Arena, em sua estreia no Campeonato Gaúcho. O Tricolor teve um começo de partida avassalador e fez três gols antes da primeira meia-hora, com Lucas Silva, Ferreira e Guilherme Azevedo. 

 

Isaque ampliou na etapa final, que teve André Krobel descontando para Xavante. Depois da boa estreia no Gauchão, tudo é Copa do Brasil para o Tricolor. Nesta quinta-feira, a delegação já viajará para Atibaia, no interior paulista, onde realizará a parte final da preparação para a decisão contra o Palmeiras, no próximo domingo, às 18h, na Arena Palmeiras.


Renato Portaluppi mandou a campo o time reserva para a estreia do Grêmio no Gauchão contando com Ferreira, que entrou bem contra o Palmeiras no último domingo e é cotado para ser titular na decisão da Copa do Brasil. Goleiro escolhido pelo treinador gremista para a final com os paulistas, Paulo Victor também foi escalado para enfrentar o Brasil-Pel.

 

Com imposição e rapidez para tocar a bola, o Grêmio empurrou o Brasil de Pelotas para o seu campo desde o apito inicial. O gol parecia questão de tempo mesmo que o Tricolor não criasse muitas oportunidades. Mas aos 13, o Xavante deu uma ajuda, quando Pinares cruzou para a área procurando Thaciano, que foi puxado pelo zagueiro Heverton. O pênalti foi bem marcado pelo árbitro Roger Goulart. 

 

Lucas Silva se encarregou da cobrança e bateu firme, no canto, sem chance para o goleiro Matheus Nogueira, que se esticou, mas não alcançou a bola.
A desvantagem obrigou o Brasil a tentar sair mais do seu campo. Sem levar perigo a Paulo Victor, o Xavante ficou mais exposto, e o Grêmio não demorou  para aproveitar. Aos 18, Pinares fez um lançamento primoroso par Ferreira, que mostrou inteligência para dar um toque de cabeça e fazer um belo gol de cobertura: 2 a 0.

 

O domínio gremista era total, e Vanderson também teve sua chance em chute de pé esquerdo, defendido por  Matheus Nogueira. Em dos seus raros ataques, o time da zona sul do Estado cedeu um contra-ataque após um escanteio, aos 27. Foi o  zagueiro Rodrigues quem puxou a transição e tocou para Pinares, que deu um lindo tapa por cima do goleiro. A bola ia entrando quando Guilherme Azevedo apareceu para dar o último toque e ficar como o autor do gol, o seu primeiro nos profissionais.


Depois do terceiro, o Grêmio diminuiu o ritmo e levou o placar de 3 a 0 para o intervalo. Na saída do gramado,  Guilherme Azevedo reconheceu que "roubou" o gol de Pinares. 

 

— Eu roubei ali (o gol do Pinares), mas faz parte. Agora é ouvir o professor Renato para sair com a vitória. É um momento inesquecível. Trabalhei muito para conquistar esse gol. Agora é continuar trabalhando e bola para frente — disse o garoto de 19 anos ao final do primeiro tempo.

 

Os dois times voltaram sem mudanças para a etapa final, que teve uma surpresa logo aos dois minutos. O lateral-direito xavante André Krobel fez uma bela jogada individual, deixou Ferreira para trás, passou pelo zagueiro Rodrigues já dentro da área e finalizou cruzado para superar Paulo Victor e descontar: 3 a 1.
Mas não deu tempo do Brasil esboçar uma reação. Seis minutos depois, em uma jogada que começou com David Braz na defesa, Guilherme Azevedo cruzou na medida para Isaque, que só teve o trabalho de empurrar para o gol. 

 

O Grêmio seguiu com domínio da partida na etapa final e teve Pinares fazendo seu grande jogo com a camisa gremista, sendo o meia organizador e de passes-chave que o clube esperava quando foi lhe buscar na Universidad Católica.  Pelos lados, Ferreira, Guilherme Azevedo e Vanderson também tiveram atuações destacadas.


Mesmo com o jogo decidido, Renato mexeu na equipe apenas aos 25 minutos. E foram três trocas ao mesmo tempo: Ricardinho, Pedro Lucas e Ruan entraram nos lugares de Isaque, Thaciano Vanderson.

 

De boa atuação e autor de um belo gol, Ferreira perdeu a cabeça aos 30 minutos. Após ter sofrido uma entrada dura de Matheuzinho, ele revidou na jogada seguinte e acabou levando o cartão vermelho direto. Uma atitude imatura que pode ter definido que condição de reserva para a final da Copa do Brasil.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades