Publicidades

07/03/2021 | 20:19 | Esporte

Grêmio volta a perder para o Palmeiras e fica com o vice da Copa do Brasil

Wesley e Gabriel Menino marcaram os gols que determinaram o título do time paulista

VAN CAMPOS / WPP/ESTADÃO CONTEÚDO

O sonho do hexa da Copa do Brasil do Grêmio foi adiado. Na noite deste domingo, o Tricolor até começou bem o jogo na Arena Palmeiras, mas não conseguiu se impor e acabou superado novamente pelo Palmeiras. O time do português Abel Ferreira, que já havia vencido em Porto Alegre por 1 a 0, voltou a ganhar da equipe de Renato Portaluppi, agora por 2 a 0. Os gols foram anotados pelo garoto Wesley e por Gabriel Menino.

 

O Grêmio lutou, tentou, mas não conseguiu sequer o empate. O hexa da Copa do Brasil até poderá vir neste ano, já que a competição desta temporada terminará em outubro.  Mas a taça da edição de 2020 ficou mesmo nas mãos do capitão palmeirense Felipe Melo.


Com a perda do título da Copa do Brasil, o Tricolor precisará disputar as fases preliminares da Libertadores. Serão dois mata-matas antes para chegar à fase de grupos do torneio continental. O primeiro começa já na quarta-feira diante do Ayacucho, do Peru, no Arena. Se passar, o Grêmio terá pela frente o vencedor do confronto entre Independiente del Valle e Unión Española.


Depois da derrota na Arena, Renato Portaluppi mexeu na escalação para tentar a virada em São Paulo. Foram duas trocas em busca de maior vitalidade para a equipe. Thaciano entrou no lugar de Jean Pyerre no meio-campo, enquanto Vanderson ganhou a vaga de Victor Ferraz na lateral direita. No lado do Palmeiras, o zagueiro Alan Empereur por Luan, expulso em Porto Alegre, foi a única mudança de Abel Ferreira em relação ao jogo da ida.

 

Quando a bola rolou no gramado sintético da Arena Palmeiras, outra mudança de Renato foi percebida. O treinador alterou o posicionamento do setor ofensivo, dando maior liberdade para Alisson, já que Thaciano era o responsável por fechar o lado direito quando o time não tinha a bola. Com o Grêmio atacando, eles invertiam as posições, o que confundiu a marcação do Palmeiras no início do jogo. Foi assim que Vanderson recebeu de Alisson e apareceu às costas de Viña aos 2 minutos para cruzar para Pepê, que não conseguiu desviar a bola perdendo uma grande chance para desmanchar a vantagem palmeirense.

 

Já o jogo do Palmeiras buscava forçar os erros do Grêmio. O time da casa não fez questão de ter uma maior posse. Pelo contrário, deixou o Tricolor ter mais a bola para apostar em transições rápidas. Foi assim que aos sete, após um passe errado de Maicon, Rony saiu velocidade e não marcou o gol porque Paulo Miranda deu um carrinho certeiro para travar o chute.

 

Aos 18, o Grêmio levou um susto quando Rony recebeu lançamento de Felipe Melo e cruzou para Raphael Veiga mandar para as redes. O lance, porém, foi anulado por impedimento. Aos poucos, o Palmeiras entendeu e neutralizou as movimentações gremistas. A equipe da casa passou então a mexer seus extremas, Rony e Wesley, que encontraram espaços às costas dos volantes gremistas.

 

O Tricolor foi perdendo poder de fogo e teve uma rara chance aos 23, quando Maicon recebeu de Diego Souza, mas demorou para chutar e foi desarmado por Gustavo Gómez. Logo depois, em duas arrancadas seguidas, Wesley conseguiu amarelar os dois zagueiros do Grêmio. Paulo Miranda por um falta no lado direito e Kannemann na frente da área gremista.

 

Com o primeiro tempo se encaminhando para o final, Zé Rafael, duas vezes, e Wesley, em uma oportunidade, chutaram da entrada da área com perigo. A decisão foi para o intervalo sem gols mesmo que o Palmeiras tenha jogado melhor que o Tricolor na maior parte da primeira etapa.

 

As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo. Não mudaram os jogadores nem a forma de atuar. De tanto insistir em transições na primeira etapa, o Palmeiras chegou dessa forma ao gol aos sete minutos. Foi em uma bela jogada de Raphael Veiga, que carregou a bola até servir Wesley na entrada da área gremista. O jovem atacante de 21 anos bateu no canto que costuma ser do goleiro, mas Paulo Victor não conseguiu fazer a defesa: 1 a 0.  

 

O Grêmio, assim, passou a precisar de dois gols para levar a decisão para os pênaltis. O título no tempo normal só viria com três gols. Em busca da virada, Renato fez duas mudanças no setor ofensivo. Os garotos Ferreira e Guilherme Azevedo, de boas atuações na goleada sobre o Brasil de Pelotas pelo Gauchão, entraram nas vagas de Pepê e Alisson. Abel Ferreira respondeu com Patrick de Paula no lugar de Zé Rafael.

 

As mudanças de Renato não surtiram efeito e o Tricolor seguiu sem levar perigo a Weverton. O treinador, então, chamou Jean Pyerre, que entrou no lugar de um apagado Thaciano. Em sua primeira participação, o camisa 10 recebeu pivô de Diego Souza na área palmeirense e acabou travado na hora do chute.

 

Como na Arena, o Grêmio tentou pressionar com cruzamentos e iniciativas individuais já que o jogo coletivo não funcionava. Churín e Victor Ferraz foram as últimas cartadas de Renato. As mudanças que deram resultado, porém, foram as de Abel Ferreira. Aos 39, Gabriel Menino, que tinha acabado de entrar, chutou por baixo de Paulo Victor e garantiu o título para os paulistas. Depois do Paulista e da Libertadores, o Alviverde sagrou-se campeão da Copa do Brasil.

 

Copa do Brasil — Final (volta) — 7/3/2021


Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Matías Viña; Felipe Melo e Zé Rafael (Patrick de Paula, 17’/2ºT); Rony, Raphael Veiga (Mayke, 29’2ºT) e Wesley (Gabriel Menino, 29’2ºT); Luiz Adriano (Willian, 29’2ºT).
Técnico: Abel Ferreira.

 

GRÊMIO (0)


Paulo Victor; Vanderson (Victor Ferraz, 32’/2ºT), Paulo Miranda, Kannemann (Churín, 32’/2ºT) e Diogo Barbosa; Matheus Henrique e Maicon; Alisson (Guilherme Azevedo, 14’/2ºT), Thaciano (Jean Pyerre, 23’/2ºT) e Pepê (Ferreira, 14’/2ºT); Diego Souza.
Técnico: Renato Portaluppi.

 

GOLS: Wesley, aos sete, Gabriel Menino, aos 39 minutos do segundo tempo.
 

CARTÕES AMARELOS: Zé Rafael, Mayke, Marcos Rocha, Gabriel Menino, Lucas Esteves (P); Paulo Miranda,  Kannemann (G)
 

ARBITRAGEM:  Bruno Arleu de Araújo (RJ), auxiliado por Kléber Lúcio Gil (SC) e Bruno Raphael Pires (GO). VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG).
 

LOCAL:  Arena do Palmeiras, em São Paulo

 

PRÓXIMO JOGO
Quarta-feira, 10/3 - 21h30
Grêmio x  Ayacucho-PER
Arena – Libertadores

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades