Publicidades

04/04/2021 | 00:28 | Esporte

Com gol de Léo Chú no fim, Grêmio vence o Gre-Nal 430 pelo Gauchão

Jovem entrou no segundo tempo e definiu o clássico na Arena

Jefferson Botega / Agencia RBS

O Gre-Nal 430 esteve empatado até os 43 minutos do segundo tempo. Em um jogo marcado pelo equilíbrio, brilhou um personagem improvável. Léo Chú, que tinha entrado oito minutos antes, recebeu na entrada da área do Inter, arrumou a bola e finalizou no ângulo, sem chances para Marcelo Lomba para garantir a vitória do Grêmio, na Arena, na noite deste sábado (3), e colocar o Tricolor na liderança do Gauchão.


O clássico, válido pela nona rodada do Gauchão, colocou frente a frente treinadores de histórias e trabalhos em estágios completamente diferentes. No lado azul, Renato Portaluppi com sua experiência de quase 40 anos no maior jogo dos gaúchos e com o trabalho mais longevo de um técnico na elite do futebol brasileiro. No lado vermelho, Miguel Ángel Ramírez e sua estreia no clássico com uma trajetória que sequer completou um mês na casamata colorada.


As escalações foram conhecidas pouco antes das 21h15 da noite de sábado. Renato mandou a campo a equipe esperada mantendo o 4-2-3-1 com Pinares como meia central e Ferreira pelo lado esquerdo do ataque. Já Ramírez decidiu surpreender com Maurício no lado direito do ataque, uma opção que ainda não havia usado desde o início de uma partida, apenas testado no decorrer de jogos.


Quando a bola rolou, o que se viu foi um clássico bastante estratégico. Nenhum dos times estava disposto a dar campo ao outro. O Inter iniciou com mais posse – e teve ao longo de todo o primeiro tempo, terminando com 69% -, mas mais no campo defensivo, onde era marcado pelo Grêmio. Renato armou uma estratégia de perseguir cada jogador colorado no homem a homem estabelecendo duelos. Maicon cuidou de Edenilson, Matheus Henrique de Praxedes e Pinares acompanhava Dourado. Nos lados do campo, extremos marcavam laterais e laterais marcavam extremos. O Inter alternava sua a marcação entre zona e encaixes individuais. 

 

Em ambos lados, o que se viu foi defensores levando vantagens sobre atacantes e o Gre-Nal teve uma primeira etapa de raras situações de gol. Tanto que no tempo regulamentar os lances mais perigosos nem se tornaram finalizações. Do Grêmio foi uma chegada de Matheus Henrique, que acabou travado por Lucas Ribeiro, aos 24. Quatro minutos depois, Yuri Alberto estava bem posicionado na área em cruzamento de Moisés, mas acabou errando em bola quase na marca do pênalti.

 

A etapa inicial do Gre-Nal teve uma finalização realmente perigosa apenas no primeiro minuto dos acréscimos em jogada que funcionou a ideia de Ramírez de ter Maurício flutuando por dentro. Ele lançou em profundidade para Praxedes, que avançou até a área, chutou cruzado e o goleiro Brenno defendeu para manter o placar zerado para o intervalo.

 

As duas equipes retornaram para o segundo tempo sem alterações, mas o jogo mudou, ficou mais aberto. Aos 9, Ferreira cruzou fechado e Lomba apareceu para dar um tapa na bola já pressionado pela chegada de atacantes gremistas. A resposta do Inter veio em um inesperado lance de Lucas Ribeiro, que arrancou com bola dominada até a área gremista, onde chutou de perna esquerda, mas mandou pela linha de fundo.

 

Renato e Ramírez mexeram pela primeira vez ao mesmo tempo, aos 17. Darlan e Ricardinho entraram nos lugares de Maicon e Pinares no Grêmio enquanto o chileno Palacios ingressou por Patrick no Inter. Depois, Caio Vidal e Nonato foram chamados para as vagas de Maurício e Praxedes. 

 

Com os dois times arriscando mais, os espaços foram aparecendo. Aos 22, Ferreira partiu para cima de Lucas Ribeiro na área, cortou para dentro e chutou uma bola que passou perto do travessão. O Inter ameaçou em passe de Nonato para Edenilson, mas a resposta do Grêmio foi mais concentra. Aos 33, Vanderson cruzou para Ricardinho, que deu o carrinho na pequena área e mandou por cima do gol de Lomba.

 

Aos 35, duas trocas duplas. Léo Chú e Lucas Silva por Alisson e Diego Souza no lado azul, Heitor e Guerrero por Rodinei e Yuri Alberto no lado vermelho.

 

O Grêmio quase chegou ao gol em um lance que envolveu os dois homens que tinham acabado de sair do banco. Léo Chú fez jogada individual na área, cruzou e Lucas Silva bateu já com Lomba batido, mas Moisés apareceu para salvar o Inter.

 

O Gre-Nal 430 estava mesmo destinado a ser de Léo Chú. Aos 43, ele resolveu sozinho. Recebeu a bola e, da entrada da área, bateu sem chance para Marcelo Lomba para garantir a vitória do Grêmio por 1 a 0.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades