Publicidades

11/04/2021 | 19:03 | Esporte

Nos pênaltis, Flamengo vence o Palmeiras e é bicampeão da Supercopa do Brasil

Jogo foi emocionante, com quatro gols e disputas alternadas nas cobranças

Gabigol marcou o primeiro gol do Flamengo e ainda converteu sua cobrança nos pênaltis - Alexandre Vidal / Flamengo/Divulgação

O Estádio Mané Garrincha, em Brasília, viu a primeira decisão da temporada 2021 no futebol brasileiro — e foi um jogo cheio de emoções. Neste domingo (11), o Flamengo precisou dos pênaltis para vencer o Palmeiras por 6 a 5, depois de um empate em 2 a 2 no tempo regulamentar, para ficar com o bicampeonato da Supercopa do Brasil.


Um clima de rivalidade tomou conta do duelo, que envolveu os dois últimos campeões da Libertadores e que venceram também as três últimas edições do Brasileirão. A partida foi marcada por grandes jogadas, belos gols, discussões fora de campo e pênalti anulado pelo VAR — ingredientes de uma decisão entre as duas equipes que detêm a hegemonia do futebol brasileiro atualmente.

 

O campeão da Copa do Brasil de 2020 abriu o placar logo aos dois minutos de jogo, com Raphael Veiga.  O goleiro Diego Alves recebeu um lateral de Filipe Luís e, ao tentar dar um chute para a frente, viu a bola cair na cabeça de Felipe Melo, que acionou Raphael Veiga. Marcado por Willian Arão, o meia palmeirense deu um lindo drible de costas, utilizando o calcanhar e saiu na cara do camisa 1 rubro-negro, que foi vencido com um chute forte no canto esquerdo.


O domínio do Flamengo se transformou em gol. Aos 22, Filipe Luís iniciou jogada pela esquerda e fez passe para Bruno Henrique, que acionou De Arrascaeta. O uruguaio achou um grande passe para o lateral, que ingressou na área e driblou dois marcadores antes de chutar na trave direita. No rebote, a bola se ofereceu para Gabriel, livre, apenas empurrar para as redes.

 

Depois de levar o empate, o Palmeiras foi pra cima e criou uma boa chance com Breno Lopes. O autor do gol do título da Libertadores recebeu passe de Wesley, entrou na área e chegou a driblar Diego Alves antes de rolar a bola para o gol. Porém, Diego salvou em cima da linha.

 

A tensão seguiu fora de campo, especialmente do lado palmeirense, e o técnico Abel Ferreira recebeu cartão amarelo aos 37 minutos. Inconformado, o português seguiu reclamando da arbitragem e chegou a arremessar uma garrafa de água no chão. Avisado, o árbitro Leandro Vuaden expulsou o treinador.

 

O Flamengo seguiu mandando no jogo e aos 44, Gabriel lançou Bruno Henrique e o atacante só não marcou o gol da virada porque Weverton fez uma grande defesa. Mas aos 48, nem o goleiro da Seleção Brasileira foi capaz de deter o chute de De Arrascaeta, que recebeu passe no bico esquerdo da área, trouxe para dentro e chutou no canto direito, sem defesa. 

 

 Com as alterações, o Palmeiras tomou conta do jogo e passou a criar chances. E a pressão palmeirense se transformou em gol. Aos 26, Rony partiu no mano a mano com Rodrigo Caio e foi puxado pelo zagueiro fora da área e depois dentro da área. Leandro Vuaden marcou pênalti, que foi convertido por Raphael Veiga aos 28 minutos. O jogo seguiu movimentado, e Weverton fez duas defesas importantes para segurar o empate.

 

Nos pênaltis, o Flamengo venceu por 6 a 5 após 18 cobranças. Os goleiros brilharam, e Diego Alves defendeu três chutes, contra dois de Weverton. Cada time ainda mandou uma bola na trave. Com o título, o Flamengo recebe uma premiação de R$ 5 milhões da CBF.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades