Publicidades

14/04/2021 | 23:40 | Esporte

Galhardo faz três, Inter goleia o Aimoré e assume a liderança do Gauchão

Em São Leopoldo, Colorado aplicou 6 a 1 nos donos da casa e garantiu vaga na segunda fase

Marco Favero / Agencia RBS

Foram 10 dias de preparação, treinos e descanso até esse retorno, no último desafio antes da Libertadores. Funcionou. O Inter mostrou evolução em alguns aspectos, pontos a melhorar em outros mas não teve dificuldades para vencer o Aimoré e garantir vaga antecipada para a segunda fase do Gauchão. A partida serviu para Galhardo recuperar espaço. Ele foi o destaque, marcando três gols na goleada por 6 a 1 no Estádio Cristo Rei.


Ramírez mexeu no time que havia entrado em campo pela última vez. Na zaga, voltou Zé Gabriel, na lateral direita reapareceu Heitor e, no ataque, o trio teve Palacios (pela esquerda), Galhardo (centralizado) e Patrick (pela direita). 

 

A partida, desde o início deu indícios de que seria aberta. Apesar do começo lento, especialmente na saída de bola, o Inter tentou se impor.Aos cinco minutos, a primeira chance. Após cobrança de escanteio, Praxedes chutou, a bola desviou na defesa e sobrou para Patrick, que perdeu tempo e carimbou o goleiro. A resposta do Aimoré aos oito, Isaías chutou da entrada da área, por cima do travessão.


Aos 14, o árbitro expulsou um jogador do banco do Aimoré. Começou uma confusão até que Jean Roberto fosse identificado. Foram três minutos até "convencer" o atleta a sair, inclusive com a presença da Brigada Militar. 

 

Quando a partida recomeçou, o Inter fez um golaço. A jogada partiu pelo lado direito, com uma tabela entre Heitor e Patrick. O camisa 2 passou para o meio, onde entrava Galhardo. O centroavante ajeitou de calcanhar para Patrick, que fazia o movimento de facão, e chutou. O goleiro defendeu parcialmente, Palacios pegou o rebote e rolou para Moisés, travado pela defesa. Na volta, Heitor, de primeira, emendou no alto, longe do alcance de Raul. Inter 1 a 0.

 

O Aimoré teve uma chance claríssima de empatar aos 29. Dourado errou um passe na entrada da área, deu no pé de Isaías, que driblou um zagueiro, passou por Lomba e, incrivelmente, chutou para fora.

 

Pouco depois, mais uma oportunidade. O goleiro Raul fez um lançamento de campo inteiro para Neto Baiano. O centroavante entrou na área, livrou-se de Zé Gabriel e bateu no canto. Lomba fez grande defesa.

 

Aos 38, o Inter chegou ao ataque e conseguiu chegar à área. Praxedes foi lançado na área e quando se preparava para matar no peito, foi abalroado por . Pênalti. Galhardo assumiu a cobrança e, de cavadinha, enganou o goleiro: 2 a 0.

 

Na sequência disso, um enrosco entre Edenilson e Marabá gerou uma rodinha de empurra-empurra. Após a confusão, Cuesta e Marabá foram expulsos.

 

Para não deixar um buraco na zaga, Ramírez recuou Dourado, que passou a formar dupla com Zé Gabriel. No Aimoré, Gilson passou Luis Soares para o meio-campo.

 

O Inter teve mais duas oportunidades. Na primeira, Palacios até marcou, mas estava impedido. Em outra, um contra-ataque rápido, Praxedes fez a bola chegar até Edenilson, que passou a Galhardo. O atacante chutou de bico, Raul salvou.

 

No final da primeira etapa, foi o Aimoré a ter um gol anulado. Neto Baiano antecipou a defesa após um cruzamento da direita e venceu Lomba. Mas estava impedido.

 

O Inter voltou do intervalo com uma troca. Edenilson saiu, entrou Lindoso. Dourado foi mantido como zagueiro e o camisa 19 ocupou a primeira função do meio. 

 

Na saída do segundo tempo, o Inter deixou de fazer o terceiro gol. Palacios cobrou escanteio para a área e Neto Baiano bloqueou a bola com o braço. Pênalti. Patrick pediu para cobrar. E chutou por cima.

 

O Aimoré, sem acertar o buraco em seu meio-campo, cedia contra-ataques a granel. Aos seis, Patrick correu pelo meio, passou pela marcação e deu o gol de presente para Galhardo: 3 a 0.

 

Quatro minutos mais tarde, o Aimoré descontou. Isaías cobrou escanteio pela direita e Darlan antecipou, de cabeça. 

 

A partida seguiu em um misto de pelada e diversão. O Aimoré, na ânsia de atacar e tentar diminuir o placar, continuava a ceder espaços para os contragolpes. E o pior, cometendo erros. Em um desses, na defesa, Galhardo recuperou, driblou o goleiro e completou: 4 a 1.

 

Com a vantagem dilatada, Ramírez fez trocas. Na primeira leva, entraram Yuri Alberto, Caio Vidal e Nonato nas vagas de Patrick, Galhardo e Praxedes. Pouco depois, ingressou Guerrero, no lugar de Palacios.

 

As trocas diminuíram o ritmo do jogo, mas o placar ainda foi movimentado nos últimos minutos. Aos 44 Caio Vidal foi lançado pela direita e chutou. Tcharles tentou cortar e fez contra. Nos acréscimos, Guerrero deixou o dele. Recebeu na área, entortou o zagueiro e fez um golaço. Final: 6 a 1.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades