Publicidades

13/06/2021 | 22:35 | Esporte

Com gol de Edenilson, Inter bate o Bahia e vence a primeira no Brasileirão

Time se segurou com um homem a menos em quase todo o segundo tempo na primeira partida após saída de Miguel Ángel Ramírez

Ricardo Duarte / Inter/Divulgação

Em sua primeira exibição após a demissão do técnico Miguel Ángel Ramírez, o Inter fez algo que ainda não havia feito neste Brasileirão: venceu. Sob o comando do interino Osmar Loss, o Colorado foi a Salvador e bateu o Bahia por 1 a 0 na noite deste domingo (13). O gol foi marcado por Edenilson, de pênalti. A equipe ainda atuou por quase todo o segundo tempo com um jogador a menos, após a expulsão de Lucas Ribeiro e, ainda assim, segurou o resultado que lhe fez deixar a zona de rebaixamento.


Apesar de não poder contar com Saravia e Marcelo Lomba, que apresentaram sintomas gripais, e Moisés, que pertence ao clube baiano, o time não sofreu grandes alterações na escalação. Porém, nos primeiros instantes, já foi possível ver uma nova maneira de jogar, com os defensores desobrigados de trocar passes e utilizando da ligação direta para sair de trás — algo impensável nos tempos do espanhol.

 

Com intensidade, o Inter empurrou o Bahia para perto de sua área, mas sem conseguir criar alguma chance efetiva. Os donos da casa, por sua vez, finalizaram quando Thaciano surgiu de surpresa e aparou cruzamento à meia altura, para fora.

 

Foi quando Taison honrou a camisa 10 às suas costas. Aos 28, o jogador descolou passe milimétrico para Edenilson, que infiltrou em velocidade e, após disputa com o goleiro, caiu no gramado. O árbitro assinalou a penalidade e o próprio volante cobrou no ângulo, abrindo o placar no Pituaçu.

 

Desesperados, os baianos partiram em busca do empate antes de rumar para o intervalo e só não tiveram sucesso graças a Daniel. Primeiro, o arqueiro colorado saiu nos pés de Gilberto e bloqueou o chute do centroavante. Na sequência, em cabeceio fraco de Rossi, apenas encaixou a bola.

 

— A gente sabia que ia ser um jogo difícil. Nossa equipe vem da saída do treinador e estamos tentando ajustar algumas coisas com o Osmar (Loss). O lance do pênalti, eu não iria abrir mão de fazer o gol para cavar um pênalti. O próprio goleiro admitiu que fez o pênalti — declarou Edenilson ao final da primeira etapa.

 

Se os anfitriões foram para o vestiário reclamando da arbitragem, na volta para o segundo tempo seria a vez dos colorados protestarem. Logo aos oito minutos, após escanteio cobrado na área do Bahia, Lucas Ribeiro agrediu Rossi sem bola. Atento, o juiz mostrou o cartão vermelho direto ao zagueiro, deixando o Inter com um atleta a menos em campo.


Imediatamente, Loss recompôs a linha defensiva, chamando Zé Gabriel e abrindo mão de Thiago Galhardo. Em desvantagem numérica, o time gaúcho se recuou e passou a apostar nos contra-ataques. Assim, quase ampliou em lance individual construído por Yuri Alberto, que chutou cruzado, rente à trave.

 

Entretanto, o atacante não teve do que reclamar. Em duas oportunidades, foi presenteado por Taison, saiu na cara do goleiro, mas não conseguiu balançar as redes.

 

Já que o ataque não conseguiu matar a partida, Loss mudou a estratégia e se fechou de vez. Baixou Edenilson para a lateral direita e colocou Rodrigo Lindoso para fechar o miolo do meio-campo. Sem espaço, o Bahia arriscava disparos de longa distância, sem direção e sem perigo algum a Daniel. Com muito esforço coletivo, estava decretada a primeira vitória do Inter no Brasileirão.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades