Publicidades

24/06/2021 | 23:32 | Esporte

Grêmio cede empate para o Santos na Arena e segue na lanterna do Brasileirão

Com gols de Diego Souza e Matheus Henrique no primeiro tempo, Tricolor esteve próximo de conquistar sua primeira vitória, mas não segurou o placar

André Ávila / Agencia RBS

O Grêmio não está mais zerado, mas segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira (24), o Tricolor esteve duas vezes na frente do placar e acabou cedendo o empate de 2 a 2 para o Santos, na Arena. Diego Souza e Matheus Henrique marcaram os gols gremistas, enquanto Marcos Guilherme e Marinho anotaram para o Peixe.

 

Com o empate, o Grêmio segue na lanterna do Brasileirão com apenas um ponto após quatro partidas. O Tricolor terá no domingo (27) uma nova oportunidade tentar a primeira vitória na Arena, quando irá receber o Fortaleza, a partir das 20h.


Depois de três derrotas no Brasileirão, o técnico Tiago Nunes mandou a campo uma escalação inédita para encarar o Santos. A primeira novidade esteve no gol, com Gabriel Chapecó ganhando a vaga de Paulo Victor, sequer relacionado para a partida. Outro que nem ficou no banco foi Cortez, que deu lugar a Diogo Barbosa. Os garotos Victor Bobsin e Léo Pereira foram as opções do treinador gremista para tentar ganhar criatividade e maior efetividade no setor ofensivo após o Tricolor ter passado em branco contra Athletico-PR e Sport. 


Volante de origem, Victor Bobsin jogou na mesma linha de Matheus Henrique, à frente de Thiago Santos. A nova função obrigava o garoto a chegar ao ataque, e ele fez isso logo aos 3 minutos. Rafinha cruzou para a área, onde  Bobsin escorou para Diego Souza, de voleio, tirar o zero do placar e colocar o Grêmio em vantagem na Arena: 1 a 0.

 

Com o gol cedo, o Tricolor adotou uma postura de marcar de forma recuada dando campo para o Santos, que até não criou muito, mas conseguiu chegar ao empate aos 28 minutos após um erro de Matheus Henrique. O volante foi desarmado na intermediária e Camacho serviu Marcos Guilherme na área. O ex-colorado bateu na saída de Gabriel Chapecó, que não pôde fazer para evitar o empate. A perda da bola gerou uma cobrança de Tiago Nunes a Matheus Henrique, que respondeu e os dois discutiram enquanto os santistas comemoravam o gol.

 

Somente após o empate que o Grêmio voltou a propor o jogo e, mesmo de forma pouco organizada, criou duas boas situações, com Diego Souza e Léo Pereira. A marcação na saída de bola santista era outra arma gaúcha. Aos 41, Ferreira conseguiu a roubada e tocou para Diego Souza. O centroavante carregou a bola e rolou para Matheus Henrique se redimir do erro o colocar o Tricolor em vantagem novamente. O lance chegou a ser anulado por impedimento, mas o VAR confirmou a condição legal do ataque tricolor para deixar o placar em 2 a 1 para o intervalo.

 

Diferente do primeiro tempo, o Grêmio não se propôs a apenas manter a vantagem e voltou para a etapa final pressionando. Ferreira teve aos 33 segundos grande chance para ampliar. Em lance que começou com um balão do goleiro Chapecó, o camisa 11 saiu frente a frente com João Paulo, mas mandou para fora.

 

O Tricolor não se abateu e seguiu ocupando o campo de ataque. Ferreira e Léo Pereira impunham velocidade pelos lados e eram acompanhados pelas subidas dos dois laterais. Pelo meio, Bobsin assumiu o papel de ditar o ritmo da partida. Diniz tentou reagir com mudanças. Lucas Braga e Carlos Sánchez – que não atuava desde outubro após ter passado por uma cirurgia de joelho – foram as tentativas para fortalecer o setor ofensivo do Peixe antes dos 20 minutos.

 

Tiago Nunes também tinha uma carta na manga para a reta final do jogo. Aos 25, Douglas Costa foi chamado para entrar no lugar de Léo Pereira e fazer sua estreia na Arena. 

 

O jogo, porém, mudou com as trocas de Diniz e o Santos passou a ter maior controle da bola no ataque. Essa melhora foi premiada aos 32 minutos, quando Marinho recebeu na entrada da área e acertou um forte chute para superar Chapecó e empatar novamente a partida. 

 

Douglas Costa teve a oportunidade para marcar seu primeiro gol no retorno ao Grêmio logo em seguida, mas ele estranhamento acabou surpreendido pelo passe de Diego Souza na área e deixou a bola passar entre as suas pernas. O Tricolor pressionou nos minutos finais, mas não conseguiu marcar o terceiro gol. O time de Tiago Nunes tentará diante do Fortaleza, no domingo, acabar com o jejum no Brasileirão.

 

Tiago Nunes voltou a mexer na equipe apenas aos 43 minutos e causou estranheza a decisão de tirar o centroavante Diego Souza e não um jogador de defesa para a entrada de Ricardinho. A outra troca foi Jean Pyerre na vaga de Matheus Henrique. Os dois não tiveram tempo para mudar algo. Pouco tempo também terá Tiago para corrigir os erros da equipe para o Grêmio tentar acabar com o jejum no Brasileirão diante do Fortaleza, no domingo, novamente na Arena.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades