Publicidades

27/06/2021 | 22:27 | Esporte

Com um a menos e pênalti perdido, Grêmio empata com Fortaleza e segue na lanterna

Após expulsão de Kannemann, Tricolor não conseguiu balançar a rede e continua em último lugar

Félix Zucco / Agencia RBS

Nem mesmo a estreia de Douglas Costa como titular foi suficiente para o Grêmio conquistar a primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Na noite deste domingo (27), o Tricolor ficou no 0 a 0 com o Fortaleza, na Arena.


Em uma partida marcada pelo equilíbrio, os dois goleiros brilharam pegando pênaltis na etapa final. Gabriel Chapecó defendeu a cobrança de Pikachu no pênalti que causou a expulsão de Kannemann. Depois, Felipe Alves espalmou a batida de Diego Souza.   

 

Com o resultado, o Grêmio permanece na zona de rebaixamento. O Tricolor terá pouco tempo até o próximo jogo, quarta, às 21h30min, diante do Juventude, no Alfredo Jaconi.


A situação na tabela e o fato de jogar em casa obrigavam o Grêmio a ter uma postura ofensiva. O Fortaleza, porém, fez jus ao perfil ofensivo do técnico Pablo Vojvoda e não se conteve em apenas tentar frear o ímpeto tricolor. Pelo contrário, os visitantes partiram para um duelo aberto desde os primeiros minutos na Arena.

 

Com jogadores do talento de Douglas Costa, Diego Souza e Ferreira no ataque, o Grêmio até gostou da postura do Fortaleza e tinha espaços para as suas ações. Mesmo sem ter alcançado ainda a melhor forma, Douglas Costa mostrou desde o começo do jogo sua qualidade. Aos 8 minutos, ele fez a primeira jogada para empolgar os gremistas. Recebeu na direita, foi cortando para dentro até finalizar à esquerda do gol de Felipe Alves. Aos 26, o camisa 10 tentou uma bicicleta em lance anulado por impedimento. 

 

O Fortaleza era perigoso pelo seu lado esquerdo com a velocidade de David, que deu bastante trabalho a Rafinha. Os volantes Éderson e Ronald também causaram problemas no meio-campo, setor em que Tiago Nunes perdeu Thiago Santos por lesão aos 20 minutos. A opção foi pela entrada de Lucas Silva, com menos poder de marcação e preenchimento de espaços.

 

A marca do primeiro tempo foi o equilíbrio, o que ficou refletido nos números. As duas equipes tiveram o mesmo número de finalizações, oito cada. As mais perigosas vieram na reta final. Aos 34, os nordestinos assustaram após um lançamento de Ronald entre os zagueiros do Grêmio para Éderson, que tocou na saída de Gabriel Chapecó e mandou para fora. A resposta gremista foi em grande estilo. Aos 43, Rafinha cruzou na medida e Ferreira cabeceou na trave na principal jogada da etapa inicial.

 

Se o Grêmio teve sua grande chance no final do primeiro tempo, o Fortaleza deixou para ser ainda mais perigoso na segunda etapa. Aos 6, após um erro do goleiro Chapecó, que deu uma rosca na tentativa de um chutão, a bola sobrou para Robson, que dominou na área e só não marcou porque Rafinha apareceu para salvar o Tricolor quase em cima da linha. 

 

O Fortaleza retornou melhor para o segundo tempo, ocupando os espaços de forma mais racional, enquanto o Grêmio dependia de ações individuais de Douglas Costa e Ferreira. O castigo para os gaúchos quase veio aos 14 minutos. Robson ganhou de Lucas Silva e foi derrubado por Kannemann dentro da área. 

 

O árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou o pênalti e ainda deu o cartão vermelho para o argentino. Aí apareceu Gabriel Chapecó para se redimir do erro no lance anterior. O goleiro defendeu a cobrança de Pikachu, que ainda mandou para fora o rebote, mantendo o placar em 0 a 0. Para repor o sistema defensivo, Tiago Nunes mandou a campo o zagueiro Paulo Miranda no lugar de Matheus Henrique.

 

Mesmo em desvantagem numérica, o Grêmio teve forças para ir ao ataque. Aos 30, Diego Souza só não marcou porque Felipe Alves fez um milagre em cabeçada à queima-roupa. Na sequência, o VAR apareceu para ajudar. 

 

Marcelo de Lima Henrique não viu o toque de mão de Romarinho em disputa com Geromel. Após rever o lance no vídeo, o árbitro marcou o pênalti para o Tricolor. Diego Souza cobrou, mas novamente parou em Felipe Alves e perdeu a oportunidade de dar a primeira vitória ao Tricolor no Brasileirão.

 

Brasileirão (7ª rodada) — 27/6/2021 

 

GRÊMIO (0)
Gabriel Chapecó; Rafinha, Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Lucas Silva, 20’/1ºT); Douglas Costa (Léo Pereira, 41’/2ºT), Victor Bobsin, Matheus Henrique (Paulo Miranda, 19’/2ºT) e Ferreira; Diego Souza (Ricardinho, 41’/2ºT)
Técnico: Tiago Nunes

 

FORTALEZA (0)
Felipe Alves; Tinga, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu, Éderson, Ronald (Felipe, 23’/2ºT) e Lucas Crispim; Romarinho (Osvaldo, 23’/2ºT); Robson (Igor Torres, 40’/2ºT) e David
Técnico: Juan Pablo Vojvoda

 

CARTÕES AMARELOS: Douglas Costa (G); Éderson, Ronald, Titi, (F)
CARTÃO VERMELHO: Kannemann (G)
ARBITRAGEM: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Caetano (RO). VAR: Pericles Bassols (SP)
LOCAL: Arena, em Porto Alegre  

 

Próximo jogo  
Quarta-feira, 30/6 — 21h30min
Juventude x Grêmio
Alfredo Jaconi — Brasileirão (8ª rodada)

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades