Publicidades

27/06/2021 | 22:43 | Esporte

Com gol de Dourado e Edenilson como goleiro no fim, Inter empata com o América-MG pelo Brasileirão

Time colorado saiu atrás no Independência, mas chegou à igualdade no segundo tempo

Ricardo Duarte / Inter/Divulgação

Se o Inter não conseguiu vencer duas partidas consecutivas no Brasileirão, ao menos evitou a derrota. Em sua segunda exibição sob o comando de Diego Aguirre, o Colorado foi a Belo Horizonte na noite deste domingo (27) e buscou o empate por 1 a 1 com o América-MG. Os gols foram anotados por Ribamar e Rodrigo Dourado. Com este resultado, a equipe termina a sétima rodada em 13° lugar.


Antes mesmo de a bola rolar, Aguirre mostrou uma de suas facetas já conhecidas do torcedor colorado: o rodízio de titulares. Assim, Edenilson e Yuri Alberto, titulares diante da Chapecoense, foram preservados para as entradas de Johnny e Thiago Galhardo. Além disso, Saravia e Lucas Ramos ficaram com as vagas de Zé Gabriel, lesionado, e Caio Vidal, suspenso.

 

Mesmo com tantas modificações, o time gaúcho não abdicou de pressionar nos minutos iniciais. Poderia, inclusive, ter saído na frente, mas Johnny desperdiçou a chance quando recebeu passe dentro da área e chutou para fora. Instantes depois, o volante deu azar quando a bola explodiu no seu corpo, impedindo que o arremate de Lucas Ramos chegasse ao gol.

 

Após a pressão, os donos da casa começaram a se soltar. Em cobrança de falta, Daniel cortou parcialmente e, no rebote, Rodolfo isolou por cima do travessão. O lance mostrou aos mineiros o ponto fraco colorado: a bola aérea. Por isso, os cruzamentos se tornaram rotina até que, aos 33, Ribamar subiu entre os dois zagueiros colorados para, de cabeça, estufar as redes.

 

O gol deu ainda mais confiança ao América-MG, com Ribamar passando por Lucas Ribeiro sem grandes dificuldades. Por fim, antes do intervalo, Juninho Valoura quase ampliou o marcador ao cobrar falta que, com o desvio na barreira, passou raspando a trave direita.

 

Assustado com o cenário, Aguirre não hesitou em trocar três peças de uma só vez na volta para o segundo tempo. Pedro Henrique, Edenilson e Yuri Alberto entraram nos lugares de Lucas Ribeiro, Johnny e Lucas Ramos.


Apesar das mudanças, foram os mineiros que seguiram criando. Após saída errada de Víctor Cuesta, Ribamar foi lançado na cara de Daniel, que fechou o ângulo para evitar o pior. Mas se com os pés o centroavante do América-MG não mostrou eficiência, por cima ele seguiu levando vantagem contra qualquer um dos defensores. Aos 10 minutos, em cabeça certeira, anotou seu segundo gol na noite. O lance, porém, foi anulado porque Alan Ruschel, que efetuou o cruzamento, dominou a bola com o braço. 

 

O começo desastroso fez o técnico colorado acionar o banco de reservas outra vez, sacando Patrick para a entrada de Léo Borges. A substituição empurrou Heitor para o meio-campo. Sem tanta organização e mais na base do abafa, o Inter se jogou em busca do empate. Em um determinado momento, Cuesta mandou a bola para Dourado aparecer na área e cabecear nas mãos de Matheus Cavichioli.

 

A jogada inusitada fez o volante pegar gosto pelo ataque. Aos 31, ele se somou aos homens de frente para, após tabela entre Yuri Alberto e Edenilson, acertar belo chute no ângulo do goleiro. O VAR denunciou bola no braço de Galhardo na origem da jogada, mas o árbitro validou o lance: 1 a 1.

 

Com o empate, os anfitriões se jogaram para mexer no placar de novo e só não conseguiram alcançar o objetivo graças a Daniel. Em duas jogadas, o goleiro impediu gols de Kawê — o preço é que, em uma delas, levou uma bolada que o fez sair de campo. Como o Inter já tinha feito as cinco alterações, Edenilson foi para o gol. Mas as redes não balançariam mais no Independência.

 

Após comandar o Colorado em dois jogos fora de casa, Aguirre terá a chance de estrear no Beira-Rio na próxima quarta-feira (30), contra o Palmeiras. Porém, terá uma missão: fazer com que o Inter vença seu primeiro jogo em casa pelo Brasileirão. Para este confronto, o treinador poderá contar com o retorno do atacante Caio Vidal, que cumpriu suspensão automática.

 

Brasileirão — 7ª rodada — 27/6/2021


AMÉRICA-MG (1)
Matheus Cavichioli; Eduardo, Eduardo Bauermann, Anderson e Alan Ruschel; Zé Ricardo (Sabino, 38'/2ºT), Marcelo Toscano (Bruno Nazário, 38'/2ºT), Juninho Valoura, Rodolfo (Carlos Alberto, 46'/2ºT) e Felipe Azevedo (Kawê, 40'/2ºT); Ribamar.
Técnico: Vágner Mancini.

 

INTER (1)
Daniel; Saravia, Lucas Ribeiro (Pedro Henrique, int.), Víctor Cuesta e Heitor; Rodrigo Dourado e Johnny (Edenilson, int.); Mauricio, Lucas Ramos (Yuri Alberto, int.) e Patrick (Léo Borges, 13'/2ºT); Thiago Galhardo (Vinicius Mello, 38'/2ºT).
Técnico: Diego Aguirre.

 

Gols: Ribamar (A), 33 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Dourado (I), aos 31 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Lucas Ribeiro, Thiago Galhardo, Edenilson (I); Alan Ruschel, Eduardo (A).
Arbitragem: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro (trio catarinense). VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ).
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte.

 

Próximo jogo
Quarta-feira, 30/6 — 19h
Inter x Palmeiras
Beira-Rio, em Porto Alegre (8ª rodada do Brasileirão)

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades