Publicidades

03/07/2021 | 23:01 | Esporte

Inter sai na frente, mas cede empate ao Corinthians pelo Brasileirão

Colorado abriu o placar em cobrança de pênalti de Edenilson, mas Jô deixou tudo igual no segundo tempo

Ricardo Duarte / Internacional

Ainda não foi desta vez que o Inter venceu a primeira na Arena Itaquera. Depois de sair na frente com um gol de Edenilson, levou o empate de Jô na parte final do segundo tempo. O 1 a 1 em São Paulo estaciona a equipe colorada na parte de baixo da tabela do Brasileirão. Na próxima semana, terá dois compromissos: quarta-feira, recebe o São Paulo e, no sábado, o Gre-Nal.


A escalação de Diego Aguirre teve novidades como poucas vezes vista. Foram seis titulares nascidos neste século. Além da estreia do lateral-esquerdo Paulo Victor e da permanência de Pedro Henrique na zaga, o meio-campo contou com o lateral de origem Léo Borges e com a primeira aparição no time principal de Juan Cuesta, o Cuestinha, atacante colombiano. Além deles, completaram o setor Edenilson e Mauricio. 

 

O início da partida mostrou um Inter com uma pequena modificação tática. Edenilson recuou um pouco e ficou na mesma linha de Dourado, deixando o time num 4-2-3-1. O Corinthians tomou a iniciativa, especialmente quando Gustavo Mosquito pegava a bola pelo lado direito. Foi dele a primeira tentativa, em um cruzamento que Daniel fez intervenção firme. Outra característica que se repetiu em confrontos entre essas duas equipes foi a dificuldade colorada em se adaptar a um gramado mais rápido. Diversos jogadores escorregaram ou não conseguiram dominar a bola antes dos 15 minutos.

 

A dificuldade era tanta que só aos 17 o Inter fez sua primeira conclusão, quando conseguiu trocar passes. Foi um chute de Léo Borges, longe, sem perigo para Cássio. 

 

O lado direito corintiano, com Fagner e Mosquito, causava problemas ao Inter. Primeiro porque não deixava a dupla de laterais colorados, Léo Borges e Paulo Victor, criar. Depois porque atacava frequentemente pela região. Foi assim que Mosquito, aos 28, criou a melhor chance. Ele ficou no mano a mano com Paulo Victor, driblou e bateu, a bola passou raspando a trave.

 

Quando trocava passes, o Inter conseguia levar perigo. Uma combinação entre Yuri Alberto e Mauricio fez o meia deixar Cuestinha na frente de Cássio, que defendeu o chute. O colombiano, porém, estava impedido.

 

Aos 36, mais seguro no jogo, o Inter teve seu grande momento. Edenilson sofreu falta na intermediária. Ele cobrou para a área e Cuesta, quando se preparava para chegar na bola, foi derrubado. Pênalti. Após três minutos de revisão, especialmente porque o zagueiro parecia impedido, ainda que não tenha tocado na bola. Com a confirmação, o próprio Edenilson cobrou e, com a categoria habitual, bateu e superou Cássio. Inter 1 a 0.

 

O Corinthians foi para cima e tentou empatar ainda antes do intervalo, mas o time gaúcho conseguiu segurar. O único problema foi que Cuesta cometeu falta e levou terceiro cartão amarelo. É desfalque contra o São Paulo na quarta-feira.

 

O Inter voltou do vestiário com duas trocas. Saíram Cuestinha e Léo Borges, entraram Johnny e Patrick. 

 

Com as substituições, o time ficou mais encorpado. Conseguiu administrar o começo da segunda etapa e esteve perto de ampliar. Aos 13, Paulo Victor foi ao fundo e cruzou. Patrick de dentro da área, bateu de primeira, para fora.

 

Naturalmente, como estava atrás no placar, o Corinthians partiu para cima. Sylvinho colocou Luan em campo para tentar avançar. Ainda assim, só conseguiu incomodar Daniel em chute de Mateus Vital de fora da área, mas o goleiro colorado pegou sem dar rebote. A mesma jogada se repetiu aos 32, inclusive com a conclusão e a defesa do goleiro. 

 

Mesmo com as dificuldades de criação, porém, o Corinthians insistiu e a defesa do Inter, que vazava bastante pela direita, não conseguiu segurar. Aos 35, Fábio Santos recebeu no fundo, cruzou, Luan cabeceou, Daniel espalmou e Jô empurrou para a rede, para empatar. 

 

Mesmo tendo levado o gol, Aguirre manteve as trocas previstas. Enquanto o Corinthians ainda comemorava, o técnico mandou a campo Vinícius Mello e Lucas Ribeiro. Saíram Yuri Alberto e Saravia.

 

Depois da igualdade, o Corinthians tentou a virada. O Inter apenas se segurou e levou para Porto Alegre um ponto.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades