Publicidades

05/07/2021 | 05:19 | Esporte

Grêmio sem futebol, sem vontade e agora sem técnico

Após a saída de Tiago Nunes, nome de Felipão ganha força

Grêmio perdeu mais uma no Brasileirão - Marco Favero / Agencia RBS

O Grêmio vive a maior crise da gestão Romildo Bolzan, dentro e fora de campo. O Tricolor segue na lanterna do Campeonato Brasileiro e dos sete jogos disputados, conseguiu a façanha de perder cinco. Apenas dois pontos na competição e uma ameaça cada vez mais real de lutar contra o fantasma do rebaixamento. Após nova derrota, a diretoria alegou comum acordo e oficializou a saída de Tiago Nunes. 

 

Por mais triste que seja para o torcedor gremista, precisamos encara a realidade do momento. O time não consegue se impor contra nenhum adversário, independentemente se joga na Arena ou fora de casa. O objetivo principal do Grêmio agora é SIM se afastar da zona do rebaixamento e alcançar os 45 pontos necessários. Lembrando que em 21 pontos disputados, o Imortal ganhou apenas 2.


Pra completar mais uma noite de dor de cabeça para os torcedores, o vice-presidente de futebol Marcos Herrmann foi responsável por uma entrevista coletiva constrangedora. Em suas palavras, Herrmann chegou a dizer que não sabe se Felipão ou Renato aceitariam um possível convite para voltarem ao clube. 

 

Seja qual for o nome do novo treinador, ele terá que chegar e encontrar soluções urgentes para o time mudar postura e automaticamente, conquistar o tão esperado resultado. Até porque as duas próximas rodadas do Brasileirão, marcam confrontos contra o Palmeiras e depois o clássico GreNal. Venho falando isso e repito: Chega de discursos vazios e nada de prática. 

 

Vamos Grêmio.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades