Publicidades

31/07/2021 | 22:06 | Esporte

Inter empata com o Cuiabá no Beira-Rio e mantém 14º lugar do Brasileirão

Equipes fizeram jogo sem gols na noite deste sábado

Mateus Bruxel / Agência RBS

Se havia esperança de que uma semana para trabalhar pudesse dar algum sinal de melhora no Inter, a partida contra o Cuiabá frustrou tudo. Diante de um adversário direto na luta para fugir do Z-4, no Beira-Rio, o time de Diego Aguirre produziu menos do que o visitante, ficou no 0 a 0 e não conseguiu se afastar da parte de baixo da tabela.

Precisamente às 18h53min, o Inter anunciou uma surpresa: pela primeira vez desde março, o centroavante Paolo Guerrero seria titular. O centroavante treinou ao longo da semana e se recuperou da tendinite no joelho direito, o operado no ano passado. Além dele, Taison e Saravia também voltaram ao time.

A primeira partida após uma semana de treinos gerou expectativa entre os torcedores. Possivelmente até entre os que foram protestar em frente à concentração e geraram tumulto no momento da saída da delegação para o Beira-Rio.

Mas os primeiros minutos foram de domínio do Cuiabá. O time visitante não se encolheu e aproveitou a lentidão do Inter para se fechar e tentar ataques esporádicos. Aos 10, levou perigo. Clayson entortou Saravia e cruzou rasteiro, Gava concluiu nas mãos de Daniel. 

Só depois dos 20 minutos o time de Diego Aguirre melhorou. Antes, porém, Mauricio sentiu lesão e deu lugar a Caio Vidal. Foi dele o melhor lance colorado até então. Pela esquerda, recebeu na área e bateu, mas o chute foi desviado por Marllon e saiu. Aos 33, o Inter fez o goleiro do Cuiabá trabalhar pela primeira vez. Taison iniciou tabela com Guerrero, que serviu Edenilson. Ele passou a Palacios, de frente. O chute do chileno, rasteiro, foi espalmado por Walter.

Pouco antes do intervalo, o Inter escapou de levar. Pepê recebeu com espaço, abriu caminho e rolou para Clayson. De primeira, o atacante do Cuiabá encheu o pé, e a bola passou perto da trave.

Diego Aguirre mudou o ataque no vestiário. Saiu Guerrero, entrou Vinicius Mello.

Mas foi o Cuiabá quem iniciou o segundo tempo melhor. Jenison e Clayson arriscaram antes mesmo dos 10 minutos e levaram perigo ao gol do Inter.

O time colorado levou 17 minutos até chutar. Taison armou pelo meio e deu para Caio Vidal, que ajeitou e bateu. Walter pegou firme.

Aguirre voltou a mexer no time aos 23, Boschilia no lugar de Palacios.

Osman, que recém havia entrado, obrigou Daniel a fazer a melhor defesa do jogo. Ele recebeu lançamento às costas da zaga e encheu o pé. O goleiro colorado voou e espalmou. Aos 38, mais uma chance do Cuiabá. Cobrança de escanteio pela esquerda, Marllon antecipou a defesa e cabeceou ao lado da trave.

Nos minutos finais, Moisés, que já tinha cartão amarelo por reclamação, foi expulso. Também por simulação. Sem vibração, o Inter arrastou a partida até o final. Se antes  o problema era pecar nas conclusões das chances que criava, uma semana sem jogar fez o time nem ter tantas oportunidades assim.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades