Publicidades

09/08/2021 | 22:40 | Esporte

De virada, Grêmio bate a Chapecoense e volta a vencer no Brasileirão

Após sofrer gol nos primeiros minutos, Tricolor ganhou com gols de Alisson e Borja

André Ávila / Agencia RBS

O Grêmio contou com um gol do estreante Miguel Borja para bater a Chapecoense por 2 a 1,  de virada, na noite desta segunda-feira (9), e conquistar a sua primeira vitória na Arena no Campeonato Brasileiro. O gol do colombiano, de pênalti, foi o segundo do Tricolor, que tinha empatado antes com Alisson, após Anselmo Ramon ter aberto o placar aos 4 minutos de partida para os visitantes. Todos os gols foram anotados no primeiro tempo.

A vitória sobre a Chapecoense ainda foi insuficiente para tirar o Grêmio da penúltima posição do Brasileirão, mas dá uma esperança já que o jogo marcou o início de uma série de três confrontos diretos com equipes da parte de baixo da tabela. No sábado, o Tricolor irá ao Morumbi encarar o São Paulo (16º colocado) e, no dia 18, vai ter o Cuiabá (18º), na Arena Pantanal. Com missão inadiável de conquistar a primeira vitória como mandante no Brasileirão, o técnico Luiz Felipe Scolari contou com a estreia de Miguel Borja e a volta de Douglas Costa como reforços para encarar a Chapecoense. 

Outra novidade na escalação foi Thiago Santos, que havia entrado no segundo tempo diante do Vitória, pela Copa do Brasil, e iniciou como titular pela primeira vez desde a lesão sofrida no final de junho. Borja demorou apenas 29 segundos para ter a sua primeira tentativa de finalização com a camisa 9 gremista. Ele buscou o cabeceio em cruzamento de Alisson e acabou dividindo com a defesa. A bola saiu para a linha de fundo e, após a cobrança do escanteio, Ruan quase marcou. 

Apesar do bom começo, o Tricolor logo teve sua defesa vazada. Aos 4, Ruan não conseguiu afastar a bola e acabou perdendo a disputa para Denner. Ele tocou para  Busanello, que cruzou para Anselmo Ramon chegar antes de Cortez para abrir o placar na Arena. O Grêmio sentiu o gol e voltou a errar na sequência. A defesa marcou mal e permitiu um chute de Geuvânio da entrada da área. A bola bateu na trave e sobrou para Anselmo Ramon, que só não fez o gol porque Chapecó mostrou rápida reação para abafar o chute.

A defesa de Chapecó foi o primeiro passo para reação gremista. O segundo veio aos 17 minutos, e começou com um belo passe de Darlan entre as linhas de marcação da Chapecoense para encontrar Alisson. O criticado atacante recebeu, girou e acertou um chute no canto para vencer João Paulo e empatar a partida: 1 a 1.

O Grêmio seguiu no campo de ataque e encontrava certa dificuldade para criar chances até que Borja se enroscou com Derlan na área da Chapecoense e foi para o chão. O árbitro Marcelo de Lima Henrique não teve dúvidas e marcou pênalti. O estreante da noite mostrou personalidade. Borja pegou a bola e fez a cobrança com categoria para botar o Tricolor em vantagem.

Mostrando consistência defensiva, o Grêmio sequer deixou a Chapecoense ameaçar uma reação antes do intervalo. Geromel acertou a trave ao ganhar uma disputa com o goleiro João Paulo quase marcando o terceiro gol gremista ainda no primeiro tempo. 

Na volta para a etapa final, Marcelo de Lima Henrique quase fez uma lambança ao marcar pênalti em lance no qual Douglas Costa foi derrubado por Derlan fora da área, mas acabou salvo pelo VAR. Com a marcação na entrada da área, Jean Pyerre bateu a falta e acertou a barreira.

O jogo do segundo tempo teve um desenho diferente do primeiro. Em vantagem, o Grêmio recuou sua marcação e passou a tentar explorar contra-ataques. Assim, Felipão procurou dar fôlego novo ao time aos 20 minutos.  Léo Pereira foi opção de velocidade no lugar de um ainda fora de ritmo Douglas Costa enquanto Lucas Silva entrou por Darlan, amarelado.

A partida seguiu com poucas jogadas de perigo. Felipão mexeu novamente aos 29: Maicon e Luiz Fernando entraram nas vagas de Jean Pyerre e Miguel Borja. 

Com o final do jogo se aproximando, a Chapecoense passou a se arriscar colocando mais homens no campo de ataque. O Grêmio estava bem postado defensivamente e oferecia poucos espaços. Assim, as ações dos visitantes se resumiram a muitos cruzamentos, que foram tirados pela zaga ou cortador por boas saídas de Gabriel Chapecó.

Não foi uma atuação de encher os olhos, mas o Grêmio fez o que precisava. Venceu o lanterna, quebrou o jejum na Arena e mostrou que conta com um centroavante que pode lhe garantir pontos importantes no Brasileirão.

Ficha técnica

Brasileirão – 15ª rodada –9/8/2021

GRÊMIO (2)
Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Geromel, Cortez; Thiago Santos, Darlan (Lucas Silva, 20’/2ºT); Douglas Costa (Léo Pereira, 20’/2ºT), Jean Pyerre (Maicon, 29’/2ºT), Alisson (Diogo Barbosa, 41’/2ºT); Borja (Luiz Fernando, 29’/2ºT)
Técnico: Felipão

CHAPECOENSE (1)
João Paulo; Matheus Ribeiro, Kadu, Derlan, Busanello; Anderson Leite (Foguinho, 38’/2ºT), Léo Gomes (Moisés Ribeiro, 20’/2ºT); Mike (Felipe, aos 28’/2ºT), Geuvânio (Ravanelli, INT), Denner; Anselmo Ramon (Perotti, 38’/2ºT)
Técnico: Pintado.

Gols: Anselmo Ramon (C), aos 4min, Alisson (G), aos 17, Borja (G), aos 32min  do 1º tempo;
Cartões amarelos: Darlan (G); Derlan, Denner, Anselmo Ramon (C)
Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE). VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Local:  Arena, em Porto Alegre

Próximo jogo  
Sábado, 14/8 - 21h
São Paulo x Grêmio
Morumbi - Brasileirão (16ª rodada)

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades