Publicidades

15/11/2021 | 16:56 | Esporte

Nova lesão muscular e a cláusula no contrato de Douglas Costa com o Grêmio

Jogador não poderá atuar contra o América-MG

Salário de Douglas Costa varia de R$ 800 mil a R$ 1,6 milhão por mês - Jefferson Botega / Agência RBS

Após o anúncio de uma nova lesão muscular, desta vez no adutor da coxa esquerda, Douglas Costa não vai enfrentar o América-MG, neste sábado (13), em Belo Horizonte, em uma partida decisiva do Grêmio na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Ainda não se sabe o tempo de parada, mas a perda do principal jogador do time é um problema. 

Quando foi contratado, havia uma preocupação com as últimas temporadas de Douglas no futebol europeu, quando teve muitas lesões. Agora, em cinco meses de clube, já são dois problemas musculares.

No contrato de Douglas Costa com o Grêmio, existe uma cláusula sobre o número de partidas disputadas.

  • O salário base é de R$ 800 mil mensais; 
  • Para receber um valor extra, Douglas precisa iniciar como titular e jogar pelo menos 45 minutos de 60% dos jogos disputadas pelo Grêmio. Se isto ocorrer, o salário chega a R$ 1,2 milhão por mês;
  • O contrato prevê pagamento de reforços semestrais, independentemente do número de partidas disputadas. Se o jogador atingir a meta da cláusula de produtividade explicada no segundo tópico, o valor poderá chegar a R$ 1,6 milhão por mês, no total.

Um detalhe importante é que, quando Douglas teve a primeira lesão, no final de agosto, o Campeonato Brasileiro foi paralisado por causa dos jogos das Eliminatórias da Copa, mas mesmo assim ele não chegou ao número mínimo de presenças em campo no mês seguinte.  Como em junho ainda estava aprimorando a parte física, o único mês em que ele não atingiu a meta foi em setembro. E, pelo jeito, em novembro também não vai conseguir.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades