Publicidades

05/05/2022 | 21:18 | Esporte

Inter empata em 1 a 1 com Guaireña no Paraguai e decidirá vaga nas oitavas em dois jogos no Beira-Rio

Com os mesmos seis pontos dos paraguaios, Colorado fica em segundo pelos critérios de desempate; time de Mano buscará liderança contra Independiente Medellín e 9 de Octubre

Norberto Duart / AFP

De certa forma, o Inter volta do Paraguai com um bom resultado. O 1 a 1 com o Guaireña, gol de Wanderson, no Defensores del Chaco, deixa o time de Mano Menezes em ótima condição para se classificar às oitavas de final da Copa Sul-Americana. 

Duas vitórias no Beira-Rio nas duas partidas restantes devem ser suficientes para atingir o objetivo. Mas por outro lado, a equipe gaúcha teve um jogador a mais por todo o segundo tempo e não conseguiu virar o placar e chegar a Porto Alegre com a vaga encaminhada.

Mano Menezes não começou o jogo com o time especulado na véspera. O técnico abriu mão de Dourado e escalou o meio-campo com Gabriel na frente da zaga, sendo ladeado por Edenilson e De Pena. Nas pontas, Mauricio e Wanderson, com Alemão de centroavante. 

O início foi promissor. Logo aos três minutos, Alemão sofreu falta na entrada da área. Edenilson bateu, mas nas mãos do goleiro. Na sequência, De Pena arriscou de fora da área, mas o chute pegou na rede pelo lado de fora. Alemão não conseguia dar sequência às jogadas ofensivas e o time parava na marcação dos paraguaios. 

Ao mesmo tempo, porém, era pouco ameaçado. A única chance do Guaireña veio em escanteio, que Ayala antecipou Gabriel no primeiro pau e cabeceou perto da trave. 

O lance parecia isolado, mas deu coragem aos donos da casa para tentar algo melhor do que o empate. Aos 31, conseguiu o lance que precisava. Otazú foi lançado em profundidade, Bruno Méndez correu atrás dele e o atacante segurou o zagueiro. Ambos se embolaram e o juiz foi na onda. Pênalti. A cobrança de Otazú foi perfeita, deslocando Daniel. Guaireña 1 a 0.

O gol atordoou o Inter, que quase nada produziu até o intervalo. O único chute foi em falta cobrada por De Pena, que Escobar pegou sem rebote. 

No vestiário, Mano mexeu no time. Colocou Dourado no lugar de Gabriel e David na vaga de Mauricio. Aos três, a troca quase deu resultado. David recebeu na entrada da área, dominou, driblou, ajeitou e bateu, para grande defesa de Escobar.

Bastou pressionar um pouco para o Inter chegar ao empate. A trama foi envolvente, aos sete, com passes entre Dourado, Edenilson, David e De Pena, que passou para Renê. O lateral cruzou rasteiro e Wanderson bateu de primeira para deixar tudo igual.

No minuto seguinte, a situação melhorou ainda mais. David levou a zaga na velocidade e, quando se preparava para entrar na área, foi abalroado por Jiménez. A iminência do gol fez o árbitro expulsá-lo. Seriam 37 minutos com um jogador a mais. A virada chegou perto logo depois. Em cobrança de falta, a bola deu na barreira e voltou para Bustos, que chutou e Escobar salvou.

Apesar da superioridade numérica, o Inter não se impunha como parecia que ocorreria. O Guaireña até ficou mais corajoso e chutou duas vezes de fora da área, mas sem perigo a Daniel. Alemão teve uma chance clara para virar aos 17. Sozinho na área, ele recebeu um cruzamento na medida e cabeceou para fora. Foi sua última participação em campo: saiu para a entrada de Wesley.

O Guaireña esteve perto de voltar à frente. Villagra recebeu na área, cortou Renê e bateu. Daniel salvou, espalmando. Logo depois, foi o Inter quem quase marcou. Edenilson lançou, Wesley deu um leve desvio de cabeça e David chutou em cima do goleiro, que saiu bem para abafar, quase na marca do pênalti.

Aos 30, Mano mexeu de novo. Saiu Wanderson, entrou Caio Vidal. Três minutos depois de entrar, ele teve uma bela oportunidade para virar. O Guaireña cobrou escanteio, a zaga colorada afastou e partiu em contra-ataque. David passou para Caio Vidal, que ajeitou e bateu, mas fraco, nas mãos do goleiro. Pouco depois, outra chance. Após jogada combinada de falta, Dourado recebeu na área, driblou um zagueiro, e bateu. Escobar salvou.

Nos minutos finais, Mano ainda colocou Estêvão no lugar de De Pena. O Inter tentou se impor e buscar a vitória, mas esbarrou na defesa paraguaia, que terminou o jogo satisfeita com o resultado.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades