Publicidades

10/05/2022 | 18:50 | Polícia | Trânsito

Menina de 11 anos morre após acidente entre Mercedes e Palio, em Vacaria

Criança estava internada em Caxias do Sul em decorrência de acidente que aconteceu na noite de domingo

Acidente ocorreu na noite de domingo na área urbana de Vacaria - PRF / Divulgação

Uma menina de 11 anos, identificada como Gisele Maria Nunes, morreu na noite dessa segunda-feira (9) após ser vítima de um acidente de trânsito no dia anterior, em Vacria. A colisão envolveu Palio e um Mercedes Benz GLA 200 por volta das 23h45min de domingo (8) no km 37,6 da BR-116.

De acordo com a Polícia Civil, ambos os veículos seguiam no sentido Vacaria-Lages, quando o Mercedes atingiu o Palio na traseira. Com o impacto, o Palio, ocupado pela menina e pelos pais dela, acabou arremessado por alguns metros. A menina teve traumatismo craniano e, devido à gravidade do quadro, chegou a ser transferida para hospital em Caxias do Sul, onde acabou morrendo. Os pais dela tiveram ferimentos leves.

Ainda segundo a Polícia Civil, o condutor do Mercedes, um médico obstetra de 44 anos, realizou teste do etilômetro, que apontou a ingestão de bebida alcoólica - 0,82 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões (mg/l). Minutos depois, em um novo teste para contraprova, o aparelho apontou 0,78 mg/l. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) considera crime de trânsito índices iguais ou superiores a 0,34 mg/l. O condutor do Palio também foi submetido ao teste, que deu negativo.

O condutor do Mercedes também ficou ferido na colisão e foi encaminhado ao hospital em Vacaria, onde ficou internado. O nome dele não foi divulgado pela Polícia Civil. Como o médico precisou de atendimento hospitalar, ele não chegou a ser autuado em flagrante. Segundo o delegado regional de Vacaria, Carlos Alberto Defaveri, a opção ocorreu porque não há risco de fuga e a autuação em flagrante obrigaria a retirada de policiais das ruas para a custódia do homem no hospital. A responsabilidade dele será apurada em inquérito policial que, segundo o delegado,  está em estágio avançado.

De acordo com Defaveri, os pais da menina, assim como outras testemunhas identificadas, devem ser ouvidas nos próximos dias. Já o condutor do Mercedes seguia internado na manhã desta terça sem condições de prestar depoimento. Nenhum advogado se apresentou ainda para realizar a defesa do médico. Tanto ele, quanto os ocupantes do outro carro moram em Vacaria.

Os investigadores também já obtiveram imagens de câmeras de segurança que mostram o momento do acidente e registros de um controlador de velocidade que fica cerca de 400 metros antes do ponto do acidente.

— O pardal registrou 30 km/h, o que indica que ele (motorista do Mercedes) reduziu a velocidade e acelerou enormemente depois de passar — concluiu Defaveri.

O velório de Gisele ocorre na capela C da Funerária Sagrada Família, em Vacaria, e o sepultamento está marcado para as 16h desta terça no Cemitério Municipal São Francisco. Além dos pais, Gerson e Sueli, a menina deixa quatro irmãos.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades