Publicidades

16/05/2022 | 05:48 | Esporte

Com emoção, interferência do VAR e dois a menos, Juventude vence a primeira no Brasileirão

Papo derrotou o Avaí neste domingo (15), por 2 a 1, na Ressacada, em Florianópolis-SC

Ruiz fez o primeiro gol do Juventude - Fernando Alves / Juventude,Divulgação

A primeira vitória do Juventude no Brasileirão finalmente chegou. E veio com muita emoção. Neste domingo (15), em Florianópolis-SC, o Papo  ganhou do Avaí por 2 a 1, pela sexta rodada, em um jogo onde terminou com dois jogadores a menos na Ressacada. Oscar Ruiz e Vitor Mendes fizeram para o Ju, enquanto Bissoli fez o gol do time da casa.

Com o triunfo, o Juventude fica mais perto de deixar a zona do rebaixamento. No próximo sábado (21), a equipe do técnico Eduardo Baptista recebe o Palmeiras, no Alfredo Jaconi.

Os minutos iniciais do jogo aparentaram de uma partida que prometia poucas emoções na Ressacada. Com muitas faltas e pouquíssima lucidez na troca de passes das duas equipes, o futebol foi muito pobre até os 12 minutos. Foi quando o Juventude chegou pela primeira vez.

Busanello finalizou cruzado e antes que Pitta conseguisse fazer o desvio, Arthur Chaves cortou pela linha de fundo, com perigo à própria meta. O Avaí, na resposta, chegou aos 17. Eduardo recebeu na esquerda, puxou para a perna direita e finalizou para firme defesa de César.

O que era uma evolução de jogo, se tornou no primeiro gol da partida aos 24. A jogada iniciou na esquerda, com Busanello invertendo para a direita, onde Rodrigo Soares apareceu, cortou para a conhota e cruzou. Chico tentou o cabeceio, mas a bola sobrou para Oscar Ruiz, que empurrou para abrir o placar para o Ju: 1 a 0 Papo na Ressacada.

Porém, a vantagem alviverde durou muito pouco. Aos 27, Morato cruzou da direita, Bissoli pegou um chute de sem pulo com muita qualidade para fazer um belo gol do empate para os catarinenses.

O 1 a 1 motivou os donos da casa, que quase viraram aos 30. Morato fez boa jogada pela direita, cruzou para a área e Yuri cortou antes da bola chegar em Muriqui. Kevin pegou o rebote e finalizou com força, passando perto da meta alviverde. Aos 33, foi Bruno Cortez quem recebeu livre pela esquerda, chutou cruzado e César se esticou para fazer boa defesa.

Aos 46, Paulo Miranda tentou driblar Bruno Silva, perdeu a bola e o meia do Avaí avançou na direção da área do Juventude. Vitor Mendes fez um ótimo trabalho de cobertura, fez o corte e impediu a finalização ao gol. Foi a cena final de um primeiro tempo que terminou melhor do que seu início prometia.

Assim como no início da partida, o começo da etapa complementar foi de menos emoções. Busanello, aos 4 minutos, tentou mudar esse panorama, com finalização forte de fora da área, que obrigou Douglas a se esticar para fazer a defesa.

Aos 17, Chico tentou fazer cortar a bola em um carrinho, mas acabou acertando o tornozelo de Raniele. No campo, o árbitro deu cartão amarelo, porém o VAR apareceu e o meia alviverde foi expulso.

O Avaí tentou fazer o abafa com um jogador a mais, mas ainda assim, foi o Papo quem fez o segundo. Após ótima cobrança de escanteio feita por Busanello, Vitor Mendes subiu mais alto que todo mundo e acertou um belo cabeceio, sem chances para Douglas, para fazer o 2 a 1 para o Juventude.

Aos 38, Moccelin também recebeu cartão vermelho e foi expulso após intervenção do VAR - dessa vez, de maneira bem mais duvidosa. A partir daí, virou sofrimento, com direito a sete minutos de acréscimos.

Com dois a menos, o Ju viu o Avaí correr desesperado pelo empate. Cortez e Pottker tiveram as melhores chances, mas César apareceu e garantiu o triunfo alviverde.

Ficha técnica
Avaí 1x2 Juventude

Avaí
Douglas, Kevin, Bressan, Arthur Chaves e Bruno Cortez; Eduardo (Dentinho, 35/2°), Raniele (Jean Pyerre, 19/2°) e Bruno Silva; Morato (William Pottker, 19/2°), Muriqui (Rômulo, 37/1°) e Bissoli. Técnico: Eduardo Barroca

Juventude
César; Rodrigo Soares (Thalisson, 42/2º), Paulo Miranda, Vitor Mendes e Busanello (Paulo Henrique, 48/2º); Yuri (Jean, int.) e Jadson; Paulinho Moccelin, Chico e Oscar Ruiz (Guilherme Parede, 25/2°); Pitta (Vitor Gabriel, 25/2°). Técnico: Eduardo Baptista.

Gols: Oscar Ruiz (J), aos 24min, Bissoli (A), aos 27min, no primeiro tempo. Vitor Mendes (J), 24min do segundo tempo.
Árbitro: Douglas Marques das Flores, auxiliado por Evandro de Melo Lima e Luiz Alberto Andrini Nogueira. VAR: Pericles Bassols Cortez. (quarteto de SP). 
Cartões amarelos: Raniele, Bressan (A) Yuri, Rodrigo Soares, Paulo Miranda (J).
Expulsão: Chico (J)
Local:  Estádio da Ressacada, em Florianópolis-SC. 

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades