Publicidades

08/06/2022 | 23:43 | Esporte

Inter busca empate com o Santos na Vila Belmiro e sobe para o quinto lugar no Brasileirão

Em jogo com participações decisivas do VAR, Colorado saiu atrás no placar, mas igualou com Bruno Méndez e segue invicto sob o comando de Mano Menezes

Alan Patrick teve atuação discreta na Vila - FABRÍCIO COSTA / FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Inter e Santos fizeram um jogo movimentado na Vila Belmiro, na noite desta quarta-feira (8), pela 10ª rodada do Brasileirão. Cheio de idas e vindas e com os dois times criando bastante, a partida terminou empatada em 1 a 1. Lucas Braga abriu o placar e Bruno Méndez igualou para os gaúchos. Os dois gols foram marcados na etapa final.

Com o resultado, o Inter soma 15 pontos e aumentou para nove o número de jogos de invencibilidade no Brasileirão. Invicto ainda sob o comando de Mano Menezes, o Colorado, que subiu para a quinta colocação, voltará a campo no sábado, às 21h, para enfrentar o Flamengo, no Beira-Rio. Suspenso pelo terceiro amarelo, Edenilson será desfalque.

O técnico Mano Menezes desmanchou na Vila Belmiro a formação usada contra o Bragantino com dois volantes preferencialmente marcadores deixando Rodrigo Dourado no banco de reservas. Carlos de Pena voltou ao time, mas com uma função diferença da que vinha exercendo até o empate com o Atlético-GO. O uruguaio foi escalado aberto pelo lado esquerdo com Edenilson sendo o volante ao lado de Gabriel. Pedro Henrique ocupou a extrema direita. 

Diferente de Bragança Paulista, quando foi pressionado nos primeiros minutos, o Inter iniciou atacando em Santos. Aos 8, Pedro Henrique tentou de carrinho em cruzamento de Pena e quase abriu o placar. João Paulo salvou o Peixe. Novidade no time, Pedro Henrique teve outra chance aos 13, quando tabelou com Alan Patrick e chutou longe do gol.

O primeiro lance perigoso do Santos veio aos 17 minutos. Lucas Braga cruzou e Mercado cabeceou contra o gol gaúcho, onde Daniel deu um tapa para escanteio. A melhora santista forçou Edenilson a fazer uma falta forte no meio-campo para levar o amarelo. Como estava pendurado, o camisa 8 virou desfalque para o confronto com o Flamengo, no sábado. 

O VAR entrou em ação logo depois em benefício do Inter. Aos 25, o árbitro  Ramon Abatti Abel marcou pênalti em carrinho de De Pena em Léo Baptistão. A arbitragem de vídeo, porém, avisou que a infração havia sido fora da área.

Na cobrança da falta de Lucas Pires, o ex-colorado Eduardo Bauermann apareceu para desviar para o gol. Novamente, o VAR entrou em ação e marcou impedimento anulando o lance.

Passados os sustos, o Inter chegou duas vezes ao gol santista, com Alan Patrick e Carlos de Pena, mas parou no goleiro João Paulo. Nos acréscimos foi a vez de Daniel trabalhar em jogadas pelo alto. Primeiro, Léo Baptistão ganhou de Mercado por cima e testou para defesa do goleiro colorado. Na cobrança do escanteio, Angulo teve a chance depois do desvio de Ricardo Goulart, mas mandou para fora. Apesar de movimentado, o primeiro tempo terminou sem gols na Vila Belmiro. 

As duas equipes voltaram para a etapa final sem mudanças. O Santos teve a primeira oportunidade aos 6 e novamente em jogada pelo alto. Após cobrança de escanteio, Zanocelo desviou e Léo Baptistão apareceu sozinho no segundo pau. A sorte do Inter foi que ele não conseguiu cabecear da maneira correta. O Colorado respondeu em jogada rápida um minuto depois. Pedro Henrique recebeu de Edenilson e chutou acertando a rede pelo lado de fora. 

Mano Menezes tentou corrigir a bola aérea e mandou Bruno Méndez a campo aos 9. O uruguaio entrou no lugar do lateral Fabrício Bustos. Na mesma troca, Alemão foi chamado para a vaga de David. O técnico argentino Fabián Bustos respondeu com três alterações no Santos: Rwan, Lucas Barbosa e Bruno Oliveira foram as novidades no Alvinegro. 

O Santos se deu melhor após as mudanças. Aos 18, Bruno Oliveira deu um passe em profundidade para Lucas Braga, que mandou para as redes. Inicialmente foi marcado impedimento, mas, dessa vez, o VAR apareceu a favor dos paulistas e confirmou a condição legal do atacante santista: 1 a 0.

Em desvantagem, Mano Menezes fez mais duas alterações. Taison e Mauricio entraram por Alan Patrick e Taison.  

O Inter foi para cima e acabou premiado logo. Aos 25, o zagueiro improvisado como lateral Bruno Méndez apareceu como se fosse um atacante. O uruguaio aproveitou a jogada feita por Pedro Henrique e soltou a bomba para vencer João Paulo e igualar o placar: 1 a 1.

Com o empate, Mano opou por mandar a campo uma peça defensiva. Rodrigo Dourado entrou justo no lugar de Pedro Henrique, que havia acabado de fazer a jogada do gol colorado. Ficou claro que o treinador colorado estava satisfeito com o empate. E foi isso que o Inter conseguiu manter na Vila Belmiro. O 1 a 1 seguiu até o apito final de Ramon Abatti Abel.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades