Publicidades

03/07/2022 | 18:17 | Esporte

No retorno de Ferreira, Grêmio segura empate com o Bahia em Salvador

Tricolor segue no G-4 da competição

Grêmio encarou o Bahia na Arena Fonte Nova - Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

O Grêmio seguiu a sua rotina sem vencer como visitante na Série B neste domingo (3), em Salvador. Em um jogo morno, de poucas chances de gol, o time de Roger Machado empatou em 0 a 0 com o Bahia e chegou ao sexto jogo sem perder fora de casa. 

A invencibilidade, no entanto, se sustenta só com empates. O resultado deixa o Tricolor com 26 pontos, no quarto lugar. A rodada, no entanto, não terminou de forma positiva. Mesmo com a distância de três pontos para o Bahia mantida, o quinto lugar reduziu a diferença. O Criciúma agora é o primeiro time fora do G-4, com 23 pontos, três a menos do que o Grêmio.

A escalação tricolor não apresentou surpresas ao que era esperado. Thiago Santos, pela vantagem a Lucas Silva na capacidade de marcação, ganhou a vaga no meio-campo. E, sem Biel, Elias ficou com a vaga no time titular. 

Com dificuldades técnicas e tomadas de decisões erradas das duas equipes, a partida se concentrou entre as duas intermediárias do campo. O Grêmio tentou se posicionar de forma mais agressiva na marcação. O time de Roger  pressionou a saída de bola e conseguiu ter a bola em situações favoráveis, perto do gol de Danilo Fernandes.

Mas a primeira finalização gremista foi misto de cruzamento e tentativa de chute. Elias recebeu a bola pelo lado esquerdo e, enquanto esperava pela movimentação de Diego Souza e Janderson na área, o atacante resolveu arriscar um chute cruzado. A bola quicou em frente ao gol do Bahia, mas passou ao lado do gol, sem oferecer riscos para Danilo Fernandes.

De tudo que se viu no primeiro tempo, apenas o Grêmio teve boa chance de marcar. Em um lance de contra-ataque, o time de Roger chegou na área do Bahia só com toques de primeira. Nicolas achou Diego Souza, que escorou para Campaz. O colombiano colocou a bola em posição ideal para Elias correr em direção ao gol sem marcação, mas o jovem atacante se atrapalhou, não finalizou quando deveria e saiu com a bola pela linha de fundo. 

O final do primeiro tempo foi com um lance confuso. Após um lançamento na área do Grêmio, um jogador do Bahia caiu após se enroscar com o marcador. O juiz encerrou a partida, sem deixar claro se estava aguardando ou não pela checagem de pênalti.

Na volta para o segundo tempo, o Grêmio tentou uma pressão maior sobre o adversário. Logo aos dois minutos, com boa parte da equipe dentro da área do Bahia, Janderson esperou pela passagem de Rodrigo Ferreira. O lateral acertou o cruzamento para Bitello, que errou em bola e perdeu boa oportunidade.

Em sua primeira intervenção na partida, Gabriel Grando mostrou agilidade com os pés. Rodallega finalizou de primeira, quase da marca do pênalti, e o goleiro gremista esticou a perna para rebater o chute do centroavante adversário. 

Ferreira, após 79 dias no departamento médico voltou a campo no lugar de Elias. Pedro Lucas e Emerson também entraram, nas vagas de Janderson e Campaz. Mas foi Grando que apareceu com destaque. O goleiro fez outra grande defesa em finalização de Rodallega.

As trocas não tiveram o efeito esperado por Roger. O time ganhou em fôlego e capacidade técnica com as alterações, mas perdeu em marcação e o Bahia cresceu, colocando uma bola na trave no final. Mesmo assim, as duas defesas não cederam gols e definiram o placar 0 a 0.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades