Publicidades

24/07/2022 | 18:12 | Esporte

Inter perde para o Palmeiras fora de casa e deixa o G-6 do Brasileirão

Colorado levou 2 a 1 e terminou rodada de fora da zona de classificação para a Libertadores

Gustavo Gómez fez o primeiro gol do jogo - Cesar Greco / Palmeiras/divulgação

Atuando na Arena Palmeiras, em São Paulo, o Inter perdeu por 2 a 1 para o Palmeiras e conheceu sua terceira derrota no Brasileirão. Gustavo Gómez abriu o placar para os paulistas, no primeiro tempo, enquanto Alexandre Alemão deixou tudo igual na segunda etapa. Porém, nos minutos finais, Gabriel Menino definiu o placar para os palmeirenses.

O Colorado foi totalmente dominado no primeiro tempo e poderia ter perdido até por um placar mais elástico. A mudanças de Mano Menezes no intervalo, com a entrada de Alemão e Maurício, deram outra cara ao time, que conseguiu reagir e empatar o jogo no segundo tempo. Quando parecia que o empate sairia melhor que a encomenda, Menino apareceu aos 42 minutos para dar o golpe fatal. O Inter termina o primeiro turno fora do G-6. No próximo domingo (31), no Beira-Rio, enfrentará o Atlético-MG, na abertura do segundo turno.

Mano escalou um time mais cauteloso, com dois volantes de contenção e sem um centroavante. O esquema 4-4-2, já testado no segundo tempo contra o São Paulo, teve Edenilson como o meia com maior liberdade e os dois atacantes jogando abertos, buscando movimentos em diagonal. Entretanto, a formação foi totalmente dominada pelo time de Abel Ferreira nos primeiros 45 minutos. Exceto por uma conclusão de Carlos De Pena nos acréscimos, a etapa inicial foi de controle absoluto do time da casa. 

Logo aos três minutos, o Palmeiras chegou ao ataque pela primeira vez através da ponta esquerda. Scarpa lançou Dudu, que venceu Mercado na velocidade, invadiu a área e chutou cruzado. A bola passou raspando a trave de Daniel. O volume de jogo persistiu, porém, uma nova conclusão ocorreu somente aos 17 minutos. Desta vez, fatal. Dudu recebeu pela esquerda de Zé Rafael, balançou a marcação do Inter e serviu Gustavo Gómez, que mandou para o gol, fazendo 1 a 0. 

O Inter até tentou se soltar mais depois do gol sofrido, quando Mano Menezes passou novas orientações aos jogadores, no entanto, sem efetividade. O Palmeiras permaneceu ocupando o campo ofensivo, empurrando os 11 jogadores colorados para o campo de defesa, ameaçando a meta do goleiro Daniel com chutes de longa distância. 

Através da precisão milimétrica do VAR, o Palmeiras foi para o intervalo vencendo apenas por 1 a 0. Aos 41 minutos, Daniel espalmou para frente um chute forte em cobrança de falta de Scarpa. O zagueiro Murilo aproveitou o rebote e mandou para o gol. Contudo, na verificação do árbitro de vídeo, percebeu-se que o palmeirense estava em impedimento.

Precisando alterar o cenário, o Inter voltou do intervalo com duas substituições. O meia Mauricio entrou no lugar de Gabriel, enquanto o centroavante Alemão entrou no lugar de Wanderson. Sendo assim, Mano Menezes retomou o 4-2-3-1 habitual. A ideia fez o Inter melhorar na partida, diminuir o ímpeto do rival e equilibrar o jogo. 

Aos 10 minutos, De Pena lançou Pedro Henrique, que invadiu a área em velocidade e quase empatou o jogo. A conclusão bloqueada pela defesa dos paulistas não foi validada, pois o atacante estava em condição de impedimento. Porém, mostrou o caminho para o Inter. Três minutos depois, também pela esquerda, Pedro Henrique roubou a bola e soltou para Alemão, que viu Mauricio entrando na área e fez o passe. A conclusão do canhoto foi parada em grande defesa de Weverton. 

Quando parecia que o Inter poderia encontrar o empate, o Palmeiras retomou as rédeas do jogo, embora sem tanta posse de bola, e aos 22 minutos quase ampliou o marcador em duas oportunidades. Na primeira, Daniel fez uma grande defesa em conclusão de Dudu. Na sequência, Scarpa cobrou escanteio e a cabeçada de Zé Rafael explodiu na trave. 

Com o Verdão voltando a ocupar o campo de ataque, restou ao Inter os contra-ataques. Em um deles, Alemão quase deixou tudo igual. Com a dedicação habitual, o centroavante roubou a bola no meio-campo, conduziu a bola livrando-se da marcação adversária e soltou uma bomba de fora da área. O lance silenciou o estádio, mas a bola explodiu na trave. 

Só que foi apenas um intervalo de cinco minutos para Alemão ter algo melhor. Após tabela de Edenilson e Mauricio, o centroavante recebeu na área e bateu com a perna esquerda, no ângulo de Weverton. Chute indefensável e empate com a assinatura de Alexandre Alemão.

O empate faria o Inter sair no lucro. Mas o rival era o Palmeiras, que ultimamente tem definido seus jogos sempre nos minutos finais, e dessa vez não foi diferente. Aos 42 minutos, Vanderlan foi na linha de fundo e cruzou rasteiro. 

Gabriel Menino apareceu livre e mandou para o gol, sem chances para Daniel, fazendo 2 a 1 para o Verdão. O Inter ainda quase deixou tudo igual novamente em cabeçada de Vitão, porém parou mais uma vez em Weverton e conheceu sua terceira derrota no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
BRASILEIRÃO - 19ª RODADA - 24/7/2022

INTER (1)
Daniel; Mercado, Vitão, Kaique Rocha e Thauan Lara; Gabriel (Mauricio, int), Johnny, Edenilson e De Pena (Lucas Ramos, 46’/2º); Pedro Henrique (David, 38’/2º) e Wanderson (Alemão, int). Técnico: Mano Menezes 

PALMEIRAS (2)
Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Vanderlan; Danilo (Luan, 46’/2º), Zé Rafael e Rafael Veiga (Gabriel Menino, 23’/2º); Gustavo Scarpa (Breno, 46’/2º), Dudu (Wesley, 23’/2º) e José López (Merentiel, 34’/2º). Técnico: Abel Ferreira 

GOLS: Gustavo Gómez, aos 17 minutos do 1º tempo, e Gabriel Menino, aos 42 minutos do 2º tempo (Palmeiras); Alexandre Alemão, aos 36 do 2º tempo (Inter)
CARTÕES AMARELOS: Mano Menezes e Gabriel (Inter)
ARBITRAGEM: Bruno Arleu de Araujo (Fifa), auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha. VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro
LOCAL: Allianz Parque
PÚBLICO: 38.680 torcedores

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades