Logomarca Paulo Marques Notícias

27/03/2024 | 04:56 | Esporte

Grêmio vence o Caxias e garante vaga na final do Gauchão

Diego Costa, duas vezes, e Cristaldo fizeram os gols do Tricolor; decisão contra o Juventude será disputada nos dois próximos sábados

Diego Costa, duas vezes, e Cristaldo fizeram os gols do Tricolor; decisão contra o Juventude será disputada nos dois próximos sábados
Diego Costa marcou o primeiro gol do Grêmio. Jefferson Botega / Agencia RBS

A história está ao alcance do Grêmio. A vitória de terça-feira (26), na Arena, sobre o Caxias por 3 a 2 coloca o Tricolor novamente na final do Gauchão. Diego Costa, duas vezes, e Cristaldo fizeram os gols do dono da casa na partida da volta das semifinais. Vitor Feijão e Tomas Bastos descontaram. Será a sétima disputa de final em sete anos. 

Após o hepta nos anos 1960, o clube tem a chance de repetir a dose 56 anos depois de comemorar o sétimo título consecutivo em 1968. Resta agora o Juventude no caminho como obstáculo para repetir a história. Com o primeiro confronto marcado para este sábado (30), às 16h30min, em Caxias do Sul.

Sem Pedro Geromel, que teve lesão muscular, Rodrigo Ely foi companheiro de Kannemann no Grêmio. O restante do time foi o mesmo das últimas partidas. Vacinado pelo que viu no Beira-Rio na noite anterior, o Tricolor fez questão de adotar a postura de um time que não daria chances para uma zebra acontecer na Arena. 

Apesar do domínio gremista, a primeira finalização foi do Caxias. Gabriel Silva escapou da marcação de Pavon e arriscou o chute da intermediária. A bola passou ao lado do gol de Caíque. 

Aos 19 minutos, completamente livre, Diego Costa perdeu uma chance incrível. O centroavante cabeceou no meio da defesa do Caxias um cruzamento de Cristaldo do escanteio, mas errou por centímetros.

Mas como é a marca dos bons centroavantes, acertou na segunda oportunidade que teve. Pepê viu a movimentação de Pavon nas costas de Dudu Mandai e fez o passe preciso para o argentino invadir a área e cruzar. Diego Costa completou o lance de pé esquerdo e comemorou seu quarto gol em quatro partidas no clube, com 20 minutos de jogo.

A vantagem ficou ainda maior alguns minutos depois. Diego Costa escorou de cabeça para Gustavo Nunes. O jovem partiu em disparada pelo meio e achou Cristaldo, que recebeu na entrada da área. O camisa 10 bateu na saída de Volpi e deixou o Grêmio ainda mais perto das finais do Gauchão, aos 29 minutos.

Sem muitas forças para reagir, o Caxias ameaçou raramente o gol de Caíque. E além de não conseguir atacar, também não soube se defender das investidas do Grêmio. Com 38 minutos, aconteceu o lance mais bonito da noite. João Pedro avançou pela direita e fez um cruzamento para a área do adversário. Diego Costa dominou a bola no peito, driblou o marcador em um movimento de corpo e escolheu o canto em que queria fazer o gol. Um golaço que rendeu o reconhecimento da torcida nas arquibancadas da Arena:

— Diego, Diego, Diego — cantou a torcida gremista.

As únicas más notícias para os gremistas no primeiro tempo aconteceram nos minutos finais. Primeiro foi a saída de Pepê. O volante bateu a cabeça em uma disputa pela bola e precisou ser substituído. E já nos acréscimos, Mayk foi expulso por dar um chute no rosto de Álvaro. O lateral tomou uma bronca de Renato e saiu do gramado.

Na volta do intervalo, Renato sacou Cristaldo e colocou Wesley Costa para refazer a linha de defesa. Só que o Grêmio esqueceu a vitalidade que mostrou no primeiro tempo na volta para a segunda etapa. 

O ritmo mais baixo permitiu que o Caxias abrisse o placar após cobrança de escanteio. Elyeser desviou, Caíque não segurou e Vitor Feijão aproveitou o rebote com 13 minutos. Renato sacou Diego Costa, que tinha levado uma pancada no joelho, e colocou André Henrique.  

Mais aceso, o Caxias quase descontou novamente em cobrança de falta de Tomas Bastos. O vigor na marcação do adversário causou outra lesão no Grêmio. Gustavo Nunes caiu com dores. Soteldo, 55 dias desde a lesão, entrou no lugar do jovem. Indignado com a falta sofrida por seu jogador, Renato levou amarelo pela reclamação. Dodi também entrou para Pavon ser preservado.

Outro lance em bola parada quase rendeu o segundo gol ao Caxias. Caíque não conseguiu segurar uma finalização e largou a bola no pé de Vitor Feijão, que chutou para fora, com 32 minutos. De tanto insistir, Tomas Bastos fez o segundo gol do Caxias, aos 36. O meia aproveitou rebote e completou para dar mais tensão na reta final do jogo.

O Caxias seguiu pressionando, mas o Grêmio conseguiu suportar a pressão final e confirmou a vitória. Agora o foco do Tricolor se volta para fazer novamente história, e repetir um heptacampeonato após quase 60 anos. Um caminho que assim como nas semifinais, passará por Caxias do Sul, e que agora apresenta o Juventude como adversário.

FICHA TÉCNICA

Gauchão

Semifinal (Volta) — 26/3/2024

Grêmio (3)

Caíque; João Pedro, Rodrigo Ely, Kannemann e Mayk; Villasanti, Pepê (Du Queiroz, 44'/1ºT), Pavon (Dodi, 28'/2ºT), Cristaldo (Wesley Costa, INT) e Gustavo Nunes (Soteldo, 28'/2ºT); Diego Costa (André Henrique, 14'/2ºT). Técnico: Renato Portaluppi 

Caxias (2)

Fabian Volpi; Marcelo, Jean Pierre (Matheus Rocha, 28'/2ºT), Cézar Henrique e Dudu Mandai; Barba, Elyeser (David Lustosa, 28'/2ºT), Emerson Martins (Vitor Feijão, INT) e Tomas Bastos; Gabriel Silva (Robinho, 19'/2ºT) e Álvaro (Joel, INT). Técnico: Argel Fuchs

  • GOLS: Diego Costa (G) aos 20min e 38min, e Cristaldo (G) aos 29min do 1º tempo; Vitor Feijão (C), aos 13min, e Tomas Bastos (C) aos 36min do 2º tempo
  • CARTÕES AMARELOS: João Pedro (G) ; Elyeser, Vitor Feijão, Jean Pierre, Robinho (C)
  • CARTÃO VERMELHO: Mayk (G)
  • ARBITRAGEM: Jean Pierre Gonçalves Lima, auxiliado por Mauricio Coelho Silva Penna e Otávio Legramanti. VAR: Daniel Nobre Bins
  • PÚBLICO: 36.958 (34.773 pagantes)
  • RENDA: R$ 1.795.790,00
  • LOCAL: Arena do Grêmio

Próximo jogo

Sábado, 30/3 — 16h30min

Juventude x Grêmio

Estádio Alfredo Jaconi — Gauchão (Final)

Fonte: GZH
Mais notícias sobre ESPORTE