Publicidades

25/03/2015 | 21:36 | Esporte

Com gol de Juan, Inter vence o Avenida por 1 a 0

Resultado no Beira-Rio dá a liderança para o time de Diego Aguirre, que aguarda pelo jogo do Grêmio, às 22h

Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O Inter obteve a sétima vitória no Gauchão, ao bater o Avenida por 1 a 0, no Beira-Rio. Em uma partida de baixo nível técnico, o time de Diego Aguirre precisou de um cabeceio do zagueiro Juan para ganhar. Ao final, precisou controlar os avanços do adversário, um dos principais candidatos ao rebaixamento, que passou boa parte do segundo tempo no campo de defesa colorado. Os mais de 11 mil torcedores presentes ao estádio assistiram a uma surpreendente vitória sofrida do Inter em casa.
De volta ao 3-5-2, a equipe de Diego Aguirre dominou a partida. Alisson poucas vezes foi visto em jogo. Apesar de ter o controle das ações, o Inter não tinha a contundência necessária para marcar. Alex, dono de boa movimentação, acertou a trave, aos quatro minutos, em cobrança de falta. Na noite em que cumpriu 33 anos, Alex ainda deixou Taiberson cara a cara com Villar, mas o goleiro fez uma arrojada defesa. 
Se o Avenida mal conseguia passar da intermediária colorada, a lentidão do Inter não permitia surpreender a defesa de Santa Cruz do Sul em contra- ataques. Paulinho, com um chute cruzado de fácil defesa de Alisson, aos 29 minutos, marcou o primeiro chute do Avenida a gol. Na sequência, um pouco de emoção no jogo: Nilton concluiu e Villa defendeu. Logo em seguida, na cobrança de escanteio, Nilton cabeceou e Michel tirou quase de dentro do gol.
Aos 34 minutos, Taiberson saiu lesionado e deu lugar a D'Alessandro, que não atuava desde 4 de março, quando se contundiu na vitória sobre o Emelec, no Beira-Rio, pelo primeiro turno da Libertadores. Com dois armadores, Alex e D'Alessandro, o Inter ficou mais insinuante. E, aos 41 minutos, fez 1 a 0, após cobrança de escanteio, desvio de cabeça de Nico Freitas e novo cabeceio, agora de Juan, empurrando para o gol.  O primeiro tempo chegou ao fim com o Inter cumprindo a sua obrigação: vencendo um dos candidatos ao rebaixamento no Gauchão. 
– Precisamos impor o nosso ritmo, ter mais presença no campo de ataque e não entrar no ritmo deles – disse Aguirre, no intervalo.  
Nilmar deve ter condições somente na última rodada do Gauchão
No segundo tempo, o que se viu nos primeiro minutos foi um Avenida atrevido, chegando com alguma facilidade à área do Inter. Não demorou para que o exército de marcadores perdesse um soldado. Nilton foi substituído por Anderson. Aos 17, o primeiro grande lance da etapa final. Miro Bahia cruzou na área e Sérgio cabeceou sozinho, mas parou em uma grande defesa de Alisson. 
Taiberson fala sobre os gols e a chance como titular no Inter: "Isso tudo está sendo muito bom"
Em casa, o Inter começava a ser pressionado pelo Avenida – um dos favoritos ao descenso, mas que cresceu no Beira-Rio. Diego Aguirre então trocou Léo por Jorge Henrique. A troca ao menos estancou os avanços dos atacantes pelo lado direito da defesa colorada. 
Nos minutos finais, o Inter tratou de mante ro controle da bola, a fim de evitar novos ataques do adversário. O Inter venceu de novo. Mas ainda parece distante de jogar um futebol convincente.

Fonte: Paulo Marques Notícias

Mais notícias desta categoria

Publicidades